Me vê uma dose de equilíbrio, por favor.

Por Bianca Ferreira

Se eu tivesse que inventar uma bebida que pudesse mudar o mundo, sem dúvida eu escolheria liquidificar o equilíbrio. Colocá-lo numa garrafinha, disponibilizá-lo no mercado mais próximo e, principalmente, eu mesma bebê-lo.

Sim, porque talvez mais que o equilíbrio, eu queira amor, eu queira diversão, eu queira dinheiro e eu queira felicidade. Mas se tento separar isso tudo do equilíbrio e vejo o que me resta ao final… É, me parece que no desequilíbrio só sobra a insanidade.

Na minha concepção, equilíbrio não implica necessariamente em se tornar um e-mail de power point cheio de clichês e ideais utópicos e beirando a cafonice. Equilíbrio, para mim, e mais ainda no presente momento, significa viver o que a vida me proporciona, com todas as dores e delícias, mas sabendo exatamente a hora de se doer e de se deliciar. E, principalmente, aproveitar. E saber reconhecer.

Eu confesso, estou desequilibrada. Um desequilíbrio leve na escala feminina de falta de sanidade, eu diria. Nada grave, nada doentio. Apenas um deslize dentro da previsibilidade que eu adotei para a minha vida. Uma saída de alguns graus do eixo em que estou acostumada a perambular.

Sob um leve desespero, anotei um mantra num post-it e colei no meu computador. Provavelmente repito-o 100 vezes ao dia. Tudo que possa me trazer equilíbrio, mesmo que seja momentâneo, ganha a minha confiança. Acupuntura, mantras, terapia, conversas com amigos bem instruídos… Só me falta comprar aquela pulseirinha power balance e brincar de “ninguém me derruba”.

Bem na verdade, acho que esse é o nosso maior sonho: sob nenhuma circunstância, cair. Ninguém ser capaz de nos derrubar. Permanecer firme sobre nossos dois membros inferiores, sem ter de sofrer com a lei da gravidade – seja ela literal ou metafórica.

Se não dá para viver sem cair, eu vou com a esperança de um dia levantar e conseguir permanecer de pé. Enquanto isso carrego sempre comigo: “Mente quieta, espinha ereta e coração tranquilo”. Amém.

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

Um comentário em “Me vê uma dose de equilíbrio, por favor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo