Mês que vem é 2016

Leia ouvindo: EDX – Breathin’ 

Ainda não fiz o meu balanço de 2015. Tão pouco penso que 2016 está logo ali, no virar do mês. É uma sensação de agonia, ansiedade, mas também de alívio. Alívio de finalizar mais um capítulo.

Esse ano passei por inúmeras provações divinas. Deus testou minha paciência, meu coração, meu bom humor, minha fé e a minha gratidão. Essa última, dificilmente é abalada. Acho que mesmo com tantas linhas tortas, o final sempre é aquele que tem que ser. Melhor impossível, até no menor detalhe. Olha a gratidão de novo ai, gente.

A verdade é que esse dezembro chegou de um jeito diferente, assim como 2015. Meio que atropelado, sem fôlego. Mal tive tempo de sentir dezembro chegar trazendo toda aquela história de natal, ano novo, renovação e a esperança de que com a virada da data as coisas possam ser melhores. Isso ainda não mudou, continuo aqui, nos meus fechamentos e entregas de JOB. Na correria que parece me engolir, mas que ainda assim é boa, porque eu realmente amo o que eu faço.

8328

[ Imagem: reprodução ] 

É uma sensação esquisita do futuro ser logo ali, mas da vida te puxar para o presente e dizer: não é bem ali, é aqui. E convenhamos, tem que ser assim mesmo. Viver o hoje, o agora, o momento. Muito se fala do amanhã, do ano que vem, do futuro próximo, mas pouco se faz no presente. Sem qualquer ação, planos são apenas planos.

Gosto de fazer uma reflexão sobre o ano que passou. Geralmente faço em forma de carta, escrevo tudo aquilo que realmente marcou e termino sempre agradecendo, afinal, a única coisa valiosa que realmente fica é o aprendizado.

Vou pensar nessa carta e em todas as coisas vividas em 2015 só depois do dia 20 de dezembro. Isso, se até lá conseguir fazer todas as entregas que preciso no trabalho. Caso contrário, só na ceia de natal ou talvez, pulando as 7 ondas a beira mar. Vamos otimizar aquele tempo que perdemos ficando de bobeira no celular.

 2015_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo