Meus improvisos emocionais

Leia ouvindo: Gui Boratto – Beautiful Life

Pulo de penhascos pelo frio na barriga, não pela real vontade. Se fico parada, é pelo pânico do movimento. O meu riso, por vezes é de nervoso. Sabe lá Deus quantas vezes saí de casa produzida, com um sorriso falso no rosto. Outras tantas vezes que aceitei, por medo de me virarem as costas.

Digo sim, com vontade do não. Simpatia em dias frios. Demonstração de alegria em dias tensos. Nem tudo são flores. Nem sempre existe cores. O meu mundo também vira de cabeça para baixo. São inúmeras situações que envolvem meus mais preciosos improvisos emocionais.

Improviso e abalado. Emocional não é fácil. Nunca quis ser bem resolvida, eu só não queria me perder de gente gente que eu sempre tentei. Vivo improvisando desculpas que eu não precisava dar, comprando peças para o guarda roupa que não vou usar. Vivendo uma vida desnecessária e ordinária. Procuro na multidão alguém para dar a mão.

{ Imagem reprodução }
{ Imagem reprodução }

São muitos desejos dentro de um coração. Bons ou ruins, vira e mexe me vejo na contra mão, me reconhecendo em situações que não são minhas. Cortando pouco à pouco – um pouco mais – meu coração.

Improviso almoços aos domingos quando não tem nada na geladeira. Improviso encontros para tentativas, corridas para fugir da rotina, vinho para um em taça de dois. Improviso um pouco de paixão naquele primeiro encontro no bar, um pouco de amor no beijo de despedida para o acabar. Improviso felicidade comprando sapatos. Improviso um lar, quando você está para chegar. Improviso emoções para viver mais, entender porque vai e saber ficar até encontrar uma saída, ou improvisar uma.

A parte mais difícil de viver é sentir. Sentir que tudo não passa de improviso. Do amor ao jantar. E ainda assim, acreditar que tudo vai passar. Há de passar. Como diria minha avó, antes de casar passa. E se não passar a gente cria poesia e vive vida improvisada.

Assinatura_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo