Minha fase: Casa

Texto escrito para a Revista Gramado

Existe um fase da vida chamada casa. É, é isso mesmo que você está pensando. Aquela fase que a gente não se preocupa mais em ir para todas as festas, eventos e afins. A gente quer mesmo é ficar na tranquilidade do lar. Digo isso com a carteirinha de arroz de festa em mãos, adoro uma, mas sinceramente, meu sofá, minha tv e minhas taças de vinho andam ganhando cada vez mais espaço por aqui.

Em algum momento da vida liga-se uma chave, e tudo o que você mais quer é a paz de poder ficar no seu canto, fazendo suas coisas, cuidando da vida. A badalação é escolhida a dedo, os porres já não são mais os mesmo e o circulo de amigos fica cada vez menor. Natural, já não temos mais 20 anos, são vinte e tantos anos mais seletivos e tranquilos.

Imagem_reproducao

[ Imagem: reprodução ] 

O trabalho e a correria do dia-a-dia não dão as mãos para o conforto da cama ou sofá, e o escritório acaba virando moradia temporária nos dias da semana. Vida moderna, mas nem tanto, a gente gosta mesmo é de ficar em casa. Tinha para mim que a vida seria uma verdadeira festa até os 30 anos. Viagens, relacionamentos, amigos, porres e milhares de histórias para contar, uma inquietação em viver absurda. Até que você percebe que melhor do que ir, é voltar. Ter um lar é ter um porto seguro para quando precisar. Não importa onde você esteja, suas raízes sempre serão mais fortes em algum lugar do mundo.

Viajar é preciso, voltar também. Trabalhar é necessidade, relaxar é obrigação. Festejar é sempre uma delícia, encontrar a paz é melhor ainda. Lar doce lar, filmes, taças de vinho, sofá e só. Simplicidade sempre foi a melhor escolha.

2015_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo