Mulher que sente | Vontade de Festejar

Leia ouvindo: Imagine Dragons – Demons (Dzeko & Torrer “Sunset” Remix)

Sou daquelas festeiras assumidas. Amo uma boa bagunça, gente animada e pista de dança. Colo na caixa de som, tiro a sandália para ficar mais confortável, subo no ombro do amigo e como bem dizem minhas amigas, causo até o amanhecer. Sou animada.

Gosto de ver gente, de encontrar amigos, ouvir minha música preferida e festejar, qualquer coisa sem motivo aparente. Acho que todo dia é dia de comer aquele pedaço de bolo de chocolate incrível, abrir um vinho, ligar para uma amiga e dizer que está com saudade, ir a uma festa, fazer uma quem sabe. Festejo o hoje, porque o agora é importante.

Somos maníacos pelo futuro e perdemos a oportunidade de festejar o presente. Se engana quem pensa que festa está ligado a balada. Minhas amigas são uma verdadeira festa, nos divertimos até em baile da terceira idade e coreto sem banda. É de gente assim que a vida precisa, gente que bagunça, que gargalha, que fala alto e faz a barriga doer de tanto rir.

{ Imagem: reprodução }
{ Imagem: reprodução }

Sou a plena vontade de festejar. Tem gente que diz que eu estou em todas, é por essas e outra que tenho vontade de criar aquelas carteirinhas de Arroz de Festa assumida, porque eu sou. Se me divirto em batizados, vocês imaginam o que eu não faço em uma balada?

Acho que essa história de assumir quem a gente é bonita demais. Aposto doses de tequila que todo mundo gostaria de se jogar sem medo em uma festa, sem se preocupar com o jeito que dançam ou que se divertem. E aposto que deixaria todos vocês bêbados, porque a grande verdade é que a maioria não sabe se divertir. O medo de ser julgado impede que a melhor gargalhada saia e que aquelas boas histórias aconteçam.

Tento festejar todos os dias, seja comendo um chocolate ou jantando com uma amiga. Compro vinhos caros e abro em terças-feiras comuns, também faço jantares surpresas para amigos queridos. Tomo cerveja quando tenho vontade e se tem uma boa festa em plena quarta-feira, não tem problema, lá vamos nós. Não importa a idade, festejar todo santo dia é obrigação.

Confesso que com o tempo a tendência é ficar em casa, querendo o sofá, o que eu também adoro. Mas a sensação de festa não pode simplesmente morrer ali. Segundo o dicionário Aurélio, “s.f. solenidade, comemoração, cerimônia em regozijo por qualquer fato ou data […]”, ou seja comemore sem motivo aparente uma sexta-feira de plena preguiça no sofá.

Acho que Deus inventou a festa para nos sentirmos um pouco mais vivos e gratos por estamos aqui, aproveitando e aprendendo sobre sentimentos. Amadurecendo com as pancadas que levamos e com os revides que fazemos. Viver é realmente uma festa, todo dia, toda hora, por um motivo muito simples, acontecem coisas boas que nem nos damos conta a cada minuto.

Vai festejar, menina! A vida não tem hora, é agora.

Assinatura_Juju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo