Na beira do mar

Foi ali na beira do mar que eu me abri e pedi que tudo que fosse ruim fosse embora. Era uma segunda-feira de Carnaval, encontro entre o Rio e o Mar.

Sabia que o período que estava por vir ia ser difícil. Quaresma nunca é um período muito fácil para quem acredita na energia do cosmo. É um período de transformação que começa na quarta-feira de cinzas. Março chegou manso mas renovador, sei que com ele muitas coisas boas vão chegar e coisas ruins vão embora. Uma peneira naturalmente divina. Uma limpeza interna necessária.

Joguei tudo de ruim que estava em mim ali, nas ondas, e pedi para o mar levar embora. Existem aqueles períodos da vida que tudo que a gente mais quer é se limpar. Tirar a lama acumulada da caminhada feita até agora. Foi o meu dia de pedir, foi o meu pedido de ano novo, foi a minha escolha.

{ Imagem reprodução }
{ Imagem reprodução }

Quando a gente decidi limpar a sujeira, precisa se preparar para o quê está por vir. A queda de amigos falsos, o afastamento natural de pessoas que não batem com a nossa energia, o encontro com novas pessoas, boas notícias que chegam, decepções que ficam para trás.

Não é fácil, é um período. Depois que passa a gente agradece. Joga flores no mar, veste branco, enfeita a casa, muda móveis de lugar. O quê a gente achava que era bom pra gente, não é mais. Quem a gente achava que era amigo, não é mais. Tudo que a gente acreditava estar no lugar, não está mais. Vida que segue. Jogo das cadeiras para quem fica.

O segredo é acreditar na transformação, no amor, na esperança e principalmente na vida. Ninguém disse que ia ser fácil ou impossível. A vida está ai para quem tem coragem de tirar a lama e enfrentar as profundezas das águas. É buscar o fôlego eternamente. É continuar a nadar mesmo sem esperanças. É querer, antes de qualquer coisa.

Na beira do mar eu chorei, mas nunca fui tão feliz. Na beira do mar eu sofri, mas também sorri. Na beira do mar eu pedi, e tenho certeza que me ouvi.

Esperança meu amor, esperança.

Assinatura_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

5 comentários em “Na beira do mar

  1. Amei o texto. Me vi nele! Nunca tinha pensado na quarta-feira de cinzas como o início de um processo de limpeza e renovação que duram 40 dias… e olha que acredito muito nas energias por aí… Q

    Que a limpeza nos faça sorrir e que “o que não for leve que a vida leve…”
    Acompanho vcs pelo Instagran´e agora por aqui tb.
    Bjo Bjo
    Ana Salume

  2. Não adiantar empurrar mais com a barriga, quando Março chega, já chega! Tudo se torna mais visível, inclusive tudo aquilo que temos que nos livrar já; porém, queria ter um mar para mandar tudo ir embora haha!

    Inspirador.
    Boa noite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo