Nada mais que grandes dúvidas

0

Leia ouvindo: Mumford & Songs – There will be time

Nas estradas mais absurdas da vida, naquelas bifurcações que não sabemos onde vamos parar que trazem os aprendizados mais inesperados. Como naqueles beijos que esperamos a vida toda para acontecer, aquela promoção no trabalho ou aquele projeto do fornecedor que tanto esperamos para acontecer.

Na tempestade vamos encontrando nossa balança para o inexplicável o indescritível e outras coisas que nem sempre estamos esperando.

Trabalhar nossas batalhas diárias em busca de um significado na vida. Afinal, quem dorme e acorda cedo precisa no final do dia se sentir absoluto, útil e ter um pouco mais a oferecer em nossa passagem.

Do livro: Como ser uma parisiense em qualquer lugar do mundo.

A vida é um flash sem sentido, onde tentamos entender onde nos encaixamos e como podemos fazer as coisas, uma grande estrada sem começo nem fim. É nesse estrada que buscamos nossos amores, nossas cores, nossos sonhos quase sempre sem fim.

Infelizmente a vida não é um filme onde podemos acompanhar pelas estrelas do IMBD, a vida não pode ser copiada e colada na nossa margem.

Nossas escolhas nem sempre vão ser acertadas, podemos machucar outras pelo caminho, mas o que podemos mesmo fazer em relação a isso tudo? A grande maioria das vezes me sinto perdida no absoluto da franqueza. Mas não podemos deixar a peteca cair, não é mesmo?

Luiza Pellicani

Luiza Pellicani

Jornalista que perdeu o filtro quando nasceu. Fala e faz o que dá na cabeça. É apaixonada por jornalismo, escrita, música, vida e por pessoas. Balada é comigo. Cinema é comigo. Netflix é comigo. Família é comigo. Nos amores, aproveite, as coisas podem mudar. E não esqueça, máxima do 8 ou 80 não funciona comigo.
Luiza Pellicani

Últimos posts por Luiza Pellicani (exibir todos)

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.