NAI SANTIAGO

0

Leia ouvindo: Nicola Cruz e Castello Branco – Criançada

Acredito que assim como eu, você também tenha algumas válvulas de escape. Pode ser na arte, no esporte, em viagens, enfim, você sempre vai em busca daquilo que faz sua alma vibrar mais forte.

Para mim, o mar é uma delas. Uma necessidade que grita de tempos em tempos, e eu abraço com vigor a saída de São Paulo rumo ao litoral. O meu canto preferido é o litoral norte do estado de São Paulo, em São Sebastião.

Uma de suas pérolas é a pacata (em baixa temporada) praia de Santiago, poucos quilomêtros da sua badalada vizinha, Maresias. Santiago estava na lista das praias que eu ainda não conhecia, mas já parecia velha conhecida, afinal a turma do bodyboard vez ou outra vai para lá por conta das boas ondas e comentava o surfe do dia.

Aliás, se você pega onda, anota aí: viu que ta chegando “swell”, corre dar uma olhada nas ondulações em Santiago e na sua vizinha, Paúba. Essas duas praias são queridinhas dos surfistas, inclusive do Gabriel Medina. 

A minha ida para Santiago aconteceu no final de dezembro, com tempo bom, mar calmo e claro – mais parecia uma piscina.

A ida para a praia de Santiago veio junto com um convite especialíssimo da Nai Santiago, uma guesthouse recém inaugurada por lá e única opção de hospedagem. Explico: Santiago é uma praia com casas de caiçaras, veraneio e um único condomínio, ou seja, para se hospedar por lá a única opção – até então – era alugar uma casa de temporada.

No Brasil o conceito de guesthouse ainda é novo e estranho para muita gente. Resumidamente, o conceito é de casa compartilhada. Você aluga uma suíte e as áreas comuns são compartilhadas. Esse conceito tem como pilar a troca entre os hóspedes, coisa que não acontece de maneira tão intensa em hostel, pousada ou hotel.

Assim que você entra em Santiago, na Rua da Fartura, você enxerga uma grande casa branca com um projeto de arquitetura que não passa desapercebido.

Se por fora a casa chama atenção, por dentro é ainda mais surpreendente. A simplicidade grita em um projeto de decoração que te convida a desacelerar e viver o dia mais devagar.

As fotos, apesar de bonitas, não chegam perto do que é a Nai diante dos olhos. A energia, o cheiro, a música, as cores, enfim, toda atmosfera é especial e convidativa.

A piscina é um dos pontos altos da casa. Minimalista, porém muito bem desenhada para ser aproveitada. Minha sugestão, vá a noite! É ainda melhor do que de dia. Apareça por lá umas 20h, a água estará morna depois de um dia de sol. Como a casa é compartilhada, os ambientes comuns ficam disponíveis para uso em qualquer horário.

Mas se você achou que a piscina seria a única atração, é que você não experimentou assistir o pôr-do-sol do terraço mais alto, onde fica o bar da casa. Uma vista de tirar o fôlego, espreguiçadeiras e bons drinks, te garanto que depois disso só melhora (siga o meu conselho de ir para piscina)!

E já que entramos no assunto “bar e drinks”, é importante salientar que a Nai possui serviço de bar e cozinha, portanto, por mais que você prefira – e seja permitido – levar alimento e bebida para consumo, peça drinks, faça algumas refeições na casa – já que o café da manhã é incluso no pacote de hospedagem, utilize o serviço de praia e aproveite tudo que a casa pode oferecer. Como disse anteriormente, a proposta da Nai como guesthouse é a troca. Faça a sua parte estimulando isso 🙂

Outro quesito inquestionável são as acomodações da Nai Santiago. São oito suítes, sete delas para casais e um único quarto, o vibes, para quatro pessoas.

Os quartos tem duas coisas que considero essenciais em acomodações: cama e chuveiro bom, fora a decoração que segue o mesmo caminho da casa. Uma simplicidade que te convida à desligar, descomplicar…

Foram dias de sol, calor, praia e descanso. Como pouquíssimas vezes na vida, consegui desconectar e aproveitar dias de calmaria. Consegui não fazer nada, apesar de Santiago ter inúmeras atividades que vou contar num próximo conteúdo. Quando digo não fazer nada é realmente não fazer nada, aproveitei o ócio com louvor e recomendo muito vocês também fazerem isso. A saúde mental e emocional agradecem!

Informações no instagram: @nai_naisantiago

Fotografia e conteúdo por cotidianodela.com.br, oferecido por Nai Santiago.

Juliana Manzato

Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.