Não acho que poderia acreditar em você

Leia ouvindo: Rua Royale – Amsterdam Acoustics

 [ – Por que eu poderia acreditar em você?

– Você acreditou uma vez. 

– Por que agora seria diferente? 

– Por que você não faz apostas? ] 

Respostas não deveriam vir com perguntas. Uma frase curta, direta e com um ponto final bem sinalizado. Pronto. Deveria ser assim na vida e no amor, mas perguntas sempre atraem mais perguntas. Temos uma curiosidade insana em perguntar e uma competência absurda para responder com outras perguntas. Um jogo. Um trava-línguas que geralmente termina com ponto de interrogação. Puta vida.

Tenho diálogos com o meu coração e ele me pergunta todo santo dia porque eu deveria realmente acreditar em você. Acreditei em você, na sua vida, nos seus objetivos, nas suas ideias e no seu sentimento por mim. Acreditei que com você seria diferente, que eu poderia te dar a mão e seguir adiante. Tudo desabou quando eu descobri que você não acreditava em mim. Não acreditava que eu poderia ter um  futuro ao seu lado.

{ Imagem: reprodução }
{ Imagem: reprodução }

Depois de um balde de água fria a gente acorda e segue em frente, trombando em tentativas e gente que acredita em relacionamentos de um futuro bom. Sempre fui amiga da esperança, não seria agora que abandonaria tal sentimento. A vida ia bem até trombar em você, de novo. Por que agora seria diferente? O que você tem para me oferecer além de falsas expectativas? Você foi embora por não acreditar na nossa relação e volta me pedindo para fazer apostas?

Com coração não se joga! Sejamos honestos e diretos. Você não pode voltar assim querendo ser tudo aquilo que não foi. Me provando que a errada era eu e que agora eu era realmente tudo aquilo que você queria. Vai para a puta que te pariu! Assim de uma maneira direta, reta e sincera. Deixa eu até contar uma coisa, quando se quer realmente uma coisa, não se começa ou termina com perguntas. Uma afirmação seria digna.

 [ – Por que eu deveria acreditar em você?

– Porque eu quero ficar. 

Essa era a única resposta que você poderia me dar que realmente iria me surpreender e te ver de uma forma diferente. Quando eu for dúvida, você deverá ser a certeza. É assim que funciona. É assim que as coisas acontecem. Não se deve ir atrás de uma mulher com incertezas ou perguntas quando tudo que ela precisa são respostas e atitudes.

Não acho que poderia acreditar em você por todo o histórico e por tanta falta de alma, de calma. Achei que tinha ganhado na loteria e me apresentaram apenas apostas. E nessa de jogar, dizem que se temos sorte no jogo, é azar no amor. Prefiro ficar com o amor, sem essa de sorte ou azar. Coração não se joga, e também não se deve cobrar.

Ficamos assim, você com as suas tentativas e apostas e eu com o amor. Te desejo sorte, já que não soube o que era amor.

Assinatura_Juju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Um comentário em “Não acho que poderia acreditar em você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo