Não estou para brincadeira

E você aí procurando razões, se descabelando achando que fez algo errado.
Demonstrou o que sentia e disse o que queria, “não estou para brincadeira”. Agora está aí dormindo com o celular na mão, conferindo de tempo em tempo se há recado novo no seu mural, um twette, sms, mensagem no whatsapp. Mas nada.

Passam dias e na-da. A angústia só cresce.

Mas por que você delega ao outro o poder de acabar com suas frustrações? A verdade é que -na maioria dos casos- se não há presença é porque o desejo da ausência é maior. Não se culpe. Não espere. Não sofra. E não, não o procure.

Não está fácil para ninguém, mas não vai ajudar em nada você ficar rastejando, muito pelo contrário, vai atrapalhar tudo mais ainda. Quem se ama antes de qualquer par de calças acaba mais rápido com as frutrações e ainda samba na cara dos que merecem.

Deixa de bobagem e esquece o bundão que não te ligou, que não te correspondeu, que não te amou. Ele era burro, imaturo e no mínimo cafajeste. Esqueça teu celular. Vá ler um livro, passear, cuidar dos amigos, dos afetos.

{ Imagem: reprodução } 

Aprenda que há coisas que só você pode fazer por si. Não deseje nada e nem ninguém que não consiga te fazer realizada. O segredo está aí: dentro de você. Aprenda a se amar. Um dia o teu aparece, não tenha pressa.

“Um dia serás o amor da vida de alguém, do jeitinho que tu és”

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

7 comentários em “Não estou para brincadeira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo