Não me quer, bem se quer

É meu caro,

Foi-se o tempo que ela realmente ia atrás de você. Que fazia a louca, pegava carro, ônibus, metrô e até camelo se fosse necessário para fazer a sua vontade. Ela nem tem mais vontade de você ou suas risadas. Não te liga, não procura no facebook, não dá mais se quer um like no instagram para mostrar que está ali, acompanhando a sua vida.

Ela não te quer.

4017
{ Imagem reprodução }

Como pode um único verbo dar um nó gigante na cabeça, não é mesmo? Quer. Queria. Quis. Ela te quis, sim. Fez o quê podia por você, foi além dos limites, pisou num coração já machucado, se entregou naquele primeiro dia e em tantos outros. Te olhou nos olhos, segurou a sua mão, dividiu a cama, a conta, a mesa do bar, o sanduba na padaria, o sorvete. Ela olhou no mesmo horizonte que você naquele dia, no Arpoador. A famosa pedra já foi de vocês. Ela não quis nada de você, exceto tudo que você tinha. Convenhamos, tão pouco.

Bem me quer, mal me quer. Não me quer, bem se quer.

O jogo virou, o mar revirou, os ventos agora são do leste, a tempestade está vindo, você tropeçou. Logo você que tinha tudo, tão dono de si e de suas escolhas. É normal valorizar aquilo que a gente não tem, querer o quê é difícil e não dar tanta importância para aquela que um dia te deu a certeza.

Nem preciso dizer que agora é tarde, que você perdeu e todo esse blá, blá, barato e muito falado por ai. Agora meu amigo, é engolir o choro, acostumar com o amargo na boca e se jogar no seu mar. Ela não vai voltar porque a certeza que ela te deu, tomou de volta. Ela bem se quer, com ou sem você. Juntou os cacos, arrumou o cabelo, passou lápis preto e pegou aquele par de sandália preferido para dançar com a vida. Você achava mesmo que ela deixar de viver? Jamais.

Deixa eu até contar um segredo que talvez te faça lembrar Rubem Alves, mulher rejeitada é igual ostra que faz pérola, precisa de um grão de areia para se transformar naquilo de mais bonito que se pode ver. Acostume-se, você pode não dar valor à muitas ostras, mas depois de um tempo verá a quantidade de pérolas que perdeu.

 Assinatura_Ju

 

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

2 comentários em “Não me quer, bem se quer

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo