Nunca perfeita

Já faz algum tempo que descobri que a tal da perfeição não existe. Não existe na família margarina, passos do ballet precisos, perfeição na vida das pessoas e principalmente na minha vida. Nunca quis ser perfeita, porque errar é aprendizado, crescimento.

Está muito enganado quem acha que a minha vida é boa demais, que tudo é incrível e que eu realmente quero levantar a bandeira da perfeição. Se eu tivesse que levantar qualquer bandeira aqui, seria da imperfeição.

Sejamos imperfeitos, amém. Ego todo mundo tem, problema também. É simples, abrace seus defeitos e assuma todos eles, não para os outros, mas para você. É tão bom olhar no espelho e saber exatamente o que faz parte de você. O que agrada e desagrada. As feridas abertas e cicatrizes aparecendo. É tão bonito ser imperfeito e se colocar assim.

Tenho defeitos – terríveis por sinal, mas posso melhorá-los. Sou geniosa, mas posso dominar esse gênio. Sou o melhor e o pior que alguém pode ser e como bem disse Caetano, todos sabemos a dor e a delícia de sermos assim, como somos. Não falo de algo físico, falo de alma. Tento acreditar que as pessoas são maldosas por circunstâncias, não porque realmente querem ser. Ego, inveja, falta do que fazer, ódio e o prazer em simplesmente criticar faz parte do ser humano. E não me venha dizer que não, porque todo mundo já foi maldoso uma vez na vida, comentando ou não o que achava de determinado assunto no instagram/facebook/roda de amigas. Assuma para você mesma e entenda que o seu lado negro aparece, hora ou outra, independente dos valores.

201
{ Imagem reprodução }

Nunca perfeita, tão pouco aceita e tirando do sério até quem não me conhece, simplesmente por ser como eu sou. Sim, a gente ser um pouco mais resolvida em relação aos defeitos também causa muita reação e julgamento. Jura que vocês querem discutir quem está certo? Eu quero é ser feliz do meu jeito, sabendo dos meus defeitos e qualidades, acertando as minhas próprias arestas, podando aquilo que eu acho que tem que ser podado e sendo o melhor que eu posso ser sempre.

Vai, corre lá na frente do espelho e olhe nos seus olhos, faça uma auto análise, se for preciso, terapia. Vai se conhecer, conversar, entender quase tudo que passa pela sua cabeça ao invés de vender um modelo de perfeição que não existe. E deixa eu te contar uma coisa, você não é mais ou menos princesa por usar um Jimmy Choo, ter bolsa Chanel ou milhões na conta. Sua vida não é perfeita, seus pais que posam de casal feliz, brigam. Problema financeiro, todo mundo tem. Morar numa mansão não significa que a vida esteja ganha, ter um carro importado também. Pagar de santa no facebook e não assumir os próprios pecados, não te faz melhor do que ninguém. Assim como colocar o ego acima de tudo, não faz com que tenha razão. Não estou querendo me colocar como perfeita, muito pelo contrário, esse texto serve para mim e para você que lê.

Não sei você, mas eu não pretendo ser perfeita ou dona de qualquer razão, eu quero é ser feliz. Proponho que sejamos então, imperfeitos sem qualquer razão, mas felizes, justamente por sermos assim, exatamente como somos.

Assinatura_Ju

 

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

4 comentários em “Nunca perfeita

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo