Nunca vai ser o suficiente

Leia ouvindo: Wye Oak – Civilian

Gostar não é o suficiente. Se entregar não é o suficiente. Estar não é suficiente. Ser também já não é suficiente. Nada parece bom o suficiente. Entramos em crise porque o pão inteiro se tornou migalha. Isso não é suficiente para você. Você não é o suficiente para o outro. E assim seguimos andando em circulos. Famosa síndrome do Gigante: O fato de ser grande demais, torna todas as outras coisas pequenas.

Será mesmo que nunca vai ser o suficiente?

Como tudo tem um lado positivo, o lado da inquietação na busca pelo suficiente nos move ao melhor. Não nos acomodamos naquilo que não nos faz feliz, não paramos no tempo, não desistimos daquilo que acreditamos e o suficiente vira uma insistência saudável para mover montanhas. O problema está naquela linha tênue, justamente quando alcançamos o objetivo. Será mesmo que eu queria isso? Será mesmo que é o suficiente para mim?

O que é suficiente para você?

Processed with VSCOcam with a6 preset

[ Imagem: reprodução ] 

Crescemos condicionados à querermos sempre mais: o melhor emprego, a viagem dos sonhos, o carro, a casa, os bens materiais, o sucesso, o relacionamento. Você não precisa do suficiente quando dizem que você pode mais. Mas, onde queremos chegar? Longe de mim levantar a bandeira da acomodação, mas não seria mais responsável pensarmos na real felicidade ao invés de analisar aquilo que é suficiente. Conheço gente que é muito feliz tendo pouco, muito pouco. Conheço gente que mal tem dente na boca, mas sorri com uma sinceridade absurda.

Precisamos urgentemente entender o que é felicidade para consequentemente entendermos o que será suficiente para nós. Longe de sermos acomodados ou agitados, mas nessas horas o meio termo faz toda a diferença. E olha que eu odeio essa questão do meio. Sensatez nunca fez mal à ninguém. Um aquário não parece ruim até descobrirmos o mar, mas cuidado, é preciso entender certas descobertas.

No amor, no trabalho, na vida pessoal, nunca seremos 100%. Os 100% são exatos na matemática, na vida são outros 500. Talvez o aprendizado seja esse, os sonhos podem ser muito maiores do que a nossa felicidade, mas essa, precisa ser suficiente para que o coração seja completo. Não importa o quanto de dinheiro você tenha no bolsa, o tamanho do seu amor por alguém, os metros quadrados da sua casa, se o seu carro é do ano ou se o seu trabalho te dá prestigio, pode ser que nada disso seja suficiente para você.

E o desafio é esse, ser suficiente para nós mesmos. Sem olhar muito para o mundo, olhando sempre para si. Suficiente.

2015_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

2 comentários em “Nunca vai ser o suficiente

  1. Arrasou ju!
    E o desafio é esse, ser suficiente para nós mesmos. Sem olhar muito para o mundo, olhando sempre para si. Suficiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo