O amor…

5

A força que move o mundo é o amor!

Amor de pai. Amor de mãe. Amor de carnaval. Amor para casar, para namorar. Amor de uma noite. Amor à primeira vista, ou segunda, se preferir. Amor de irmão. Amor de primos…Ahhhh, o amor! 
De tantos jeitos e modos que até ficamos perdidos. Confundimos muitas vezes com a paixão, com o ego, que tremenda confusão.
Alguém sabe o que é amor? Acho que todos queremos descobrir e sentir o que ele realmente é. Mas vamos combinar? Como é difícil acreditar no amor, ele teima nas armadilhas…
Na era dos relacionamentos descartáveis e da procura pela “pessoa certa” acabamos esbarrando em situações que abrem feridas e que mostram o outro lado do amor.
Nada de mundo de cor-de-rosa, muito pelo contrário, o outro lado do amor é cinza, cheio de decepções, sofrimento, choro, e claro, cicatrizes. 
Já dizia a gloriosa Marilyn Monroe: “Não me faltam homens, o que me falta é amor.” Se até ela, uma verdadeira musa, reclamava da falta de amor naquela época, pobre de nós, mulheres modernas que convivemos com decepções diárias.
Ok, os homens também sofrem, afinal o que tem de mulher “Eu tô solteira e ninguém vai me segurar”…venhamos e convenhamos o mundo, aliás, os relacionamentos, chegaram até aqui por culpa das mulheres. Insistimos em ser igual aos homens, com isso conseguimos prejudicar a ala feminina. Queremos ganhar como eles e pior queremos SER como eles. 
Mulherada, não dá! Estamos indo contra a nossa natureza. Homens são homens. Já possuem no instinto macho de ser a questão da caça, da conquista. Não para sair por aí, caçando homens. Pior, caçando e enjaulando depois. 
Nós mulheres temos a péssima mania de achar que o amor é perder a liberdade. Aliás, nós perdemos a nossa – por que queremos –  e ainda levamos um pobre coitado para o calabouço. 
Justo? De jeito nenhum!
Amor é outra coisa. Amor é liberdade, é querer estar junto, ter a pessoa amada por perto, compartilhar histórias, dar risada, chorar. É querer aproveitar uma vida, ou pelo menos o que resta dela, do lado de alguém realmente especial. 
No amor não existe máscaras (digo no amor verdadeiro)! Quando você ama uma pessoa, você quer ser você, com defeitos e qualidades. Você não precisa se esconder por trás de alguém que não existe, por que a outra pessoa te aceita exatamente como você é.
Quem viveu um amor verdadeiro sabe o quanto é bom ter alguém especial e viver momentos com essa pessoa. Quem nunca viveu tem que viver. 
Se eu fosse você, usaria como espelho a história de Jack, um senhor de 81 anos que sabe o que é o amor….
Por fim, desejo aos solteiros vida longa e muitos amores, ou talvez um só (a escolha é de vocês). Aos “enrolados” que tal desenrolar? Decisão é tudo na vida! Aos namorados, se apaixonar todos os dias um pelo outro, é quase que uma regra. Aos noivos, que o matrimônio não acabe com a vida de vocês. Aos casados, desejo paz e harmonia, afinal convivência nesse caso, significa muito mais do que amor. Aos viúvos, bem… que tal recomeçar?

Beijos

Juliana Manzato

Últimos posts por admin (exibir todos)

You might also like More from author

5 Comments

  1. Doce Veneno says

    é o q eu digo…o amor e suas facetas, td solteiro diz q é bomviver assim, mas no fundo sabe q vida fica melhor, compartilhada com alguem amado =]

    arrasou Ju…belissimo texto..o video eu nao consegui ver aki..mas vejo de casa =D

  2. Rubens Gualdieri says

    Eu acredito no amor. PONTO
    Eu acredito que as pessoas não se prendem por causa do amor, ao contrário, se libertam. PONTO
    Eu acredito que a vida pode, sim, ser mais leve e feliz por causa do amor e não APESAR do amor. PONTO
    Eu acredito que o amor está na moda. PONTO
    Eu acredito que pessoas incapazes de amar são profundamente infelizes. PONTO
    Eu acredito que lágrimas pelo amor valem, sim, a pena. Ajudam a nos fortalecer e preparar para outro amor, esse sim, mais maduro. PONTO
    Eu acredito que a cada dia não amamos menos, mas de maneira diferente e sempre, mais bonita. PONTO FINAL

  3. Caio Blumer says

    Repetindo o que eu falei no Twitter: “Ô papai noel, eu fui bonzinho, me dá uma dessas de Natal?”

    Na boa? Vc poderia continuar escrevendo esses posts de próprio punho (ou próprias pontas dos dedos), heim? 🙂

    Parabéns, Juca!
    Beijo.

  4. Doce Veneno says

    e olha o Rubao deixando um comentario q mais parece outro post =] amei!

  5. Dona Oncinha says

    @Doce Veneno :: O Rubão arrasa né querida?! Sou fã dessa cara, MESMO =)

    @Rubão :: Tá virando idolo já!

    @Caio :: HAHAHA Quem sabe o papai noel não é legal com vc esse ano? =)

    Obrigada pelos comentários querido!

    Beijos

Leave A Reply

Your email address will not be published.