O diabo veste prada!

Há algum tempo, postei um texto que falava de Andrea Sachs, a famosa personagem do filme O Diabo veste Prada. Hoje procurando um dos meus textos, achei esse da Andrea, que fiz para o blog da Customizar. Compartilho com vocês novamente. Acho que é super válido em qualquer situação…
Repeti a leitura!!! rs
O filme já é antigo, foi lançado em 2006, mas as situações passadas por Andrea na trama são super atuais.
De fato, Andrea é, para nós, mulheres, um ótimo exemplo de superação. Quando ninguém acreditou que ela poderia conseguir, ela foi lá e surpreendeu a todos, principalmente sua chefe, a temida Miranda Priestly.
Resolvi escrever sobre o filme, por que acredito como já disse aqui que todas as mulheres devem ter ‘Andrea’ como exemplo. Quem nunca teve um chefe que nunca acreditou no seu potencial? Aquele que você tinha que provar que era bom o tempo todo? Um chefe que não te ouvia? E principalmente não conseguia enxergar que você era realmente boa no que fazia? Todo mundo já passou por uma situação como essa.
Andrea não só passou ‘perrengue’ nas mãos da chefe, como era motivo de piada entre os colegas da trabalho. Não dá mais pra ser só bom, é preciso ser ótimo no que faz.
Na moda, o que mais vemos são rostinhos bonitos e sucesso de quem não tem potencial e capacidade alguma de chegar onde chegou sozinho. O mundo da moda, principalmente é o EGO (!!!) quem fala mais alto, infelizmente.
Nesse ‘mundinho’ é necessário provar que se é ótima o tempo todo, senão, esqueça! Credibilidade zero!
Andrea, provou para todos do trabalho e inclusive para ela mesma que era capaz e ótima no que fazia, mudou o visual, se adaptou ao ambiente de trabalho e aos colegas e, claro, se tornou workaholic.
Seria um mundo perfeito, se a vida pessoal de Andrea, não estivesse indo pelo ralo…
É fato: poucas mulheres conseguem administrar bem a vida pessoal e profissional, tenho que admitir que homens são bem melhores nisso. Mas o bom dessa história é que Andrea decidiu abrir mão de tudo e retomar os seus valores, ser a jornalista que sempre sonhou ser e teve a coragem de desistir do, até então, bem sucedido emprego e correr atrás do que ela queria.
Quantas mulheres não têm essa coragem? Continuam no trabalho e se limitam àquilo, perdem a vida pessoal e, advinhem só, se tornam infelizes. Claro, ninguém vive só de trabalho!
Como sempre, queria plantar a minha sementinha aqui e deixar esse post para vocês pensarem se vale tanto a pena a dedicação a um trabalho que por muitas vezes não te completa, um trabalho pelo qual você abre mão de viver momentos importantes da sua vida, que te proporciona crescimento profissional, mas só aquilo não basta por que você tem um sonho…
Que tal provar que você é ótima e corajosa o suficiente para correr atrás do seu sonho? (né JULIANA??????).

Beijos

Juliana Manzato

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo