O importante é ter saúde

Leia ouvindo: Carta de Amor – Maria Bethânia

Saúde. Só saúde. Esse foi o meu pedido.

Hoje fui pela primeira vez na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, na Pompéia, São Paulo. A igreja fica do lado do Hospital São Camilo. Tantas referências só servem para explicar que eu só cheguei ao hospital e a igreja por causa da Lari. A Lari é minha madrinha de profissão e vida. Conselheira e amiga, está naqueles momentos que a gente mais precisa e também nos mais divertidos.

Vim para São Paulo alinhar questões profissionais, aproveitei para ficar mais perto dela que agora está morando aqui. A Lari está com gripe forte, suspeitamos da temida H1N1. Detesto ver pessoas que eu gosto mal. Parece que a gente quebra mais um pouco por dentro.

Acompanhei a Lari no hospital e ali na sala de espera falamos sobre a vida e projetos. Eu e a Lari nos escolhemos. Temos histórias de vida parecidas, de felicidades à reviravoltas. Falamos de tudo, viagem da Bahia, os projetos novos, pessoas do mercado, aqueles conselhos que só ela sabe dar e até uma possível mudança para São Paulo. Ao final de tudo nos olhamos e ela me disse: o importante é ter saúde. Rimos. É a maior verdade do mundo.

Saúde!

[ Imagem: reprodução ] 

Ela entrou para os exames, eu sai para ir até a farmácia ali na esquina. Logo que sai dei de cara com a igreja. Adoro conhecer igrejas, essa mania vem desde pequena. Ver a arquitetura, os santos, ficar em silêncio e finalmente sentir a paz, Deus. Que igreja incrível essa que parei. Fiquei alguns minutos por ali, contemplando, meditando. Agradeci. Apresar das minhas reclamações cotidianas, eu só queria agradecer. Deus é muito legal comigo, poxa vida.

O único pedido que eu tive coragem de fazer foi saúde. Saúde para mim, para Lari, para os mais próximos e até os mais distantes. Saúde. Saúde. Saúde. Física e mental. Com saúde e força de vontade a gente realmente corre atrás.

Quando nos deparamos, com uma gripe que seja, percebemos a real importância da saúde. Se a gente não se cuida a máquina para de funcionar. Temos essa mania filha da mãe de valorizar algo logo depois que perdemos. Na saúde é igual. Enquanto a máquina funciona seguimos adiante com a força de um leão. Quando percebemos que algo pequeno pode nos derrubar, pronto, a mágica acontece.

Que a gente valorize e reconheça o que já temos, seja saúde ou bens materiais. Que a gente se lembre ao levantar da cama ou deitar para dormir que é o nosso dever cuidar do corpo e mente. Saúde, gente. Saúde é mais importante do que qualquer outra coisa nessa vida.

Não é à toa que brindamos por saúde!

2015_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo