O poder do agora

Leia ouvindo:  Gui Boratto – Beautiful Life

Apesar dos nossos lábios nunca terem sequer trocado um beijo, tivemos uma história. Palavras têm esse poder quando, num ponto de equilíbrio, a intensidade encontra pés nos chão. Encontrei nele o acalento para meus dias turbulentos e ele viu em mim a possibilidade de alguns sonhos se tornarem reais.

Trocamos músicas, fotos, relatos de vida e alguns segredos que machucam tanto, que encontramos no outro a cura. Quase ninguém do meu círculo de amigos sabia do Gabriel, ele era algo tão bom que eu queria preservá-lo das muitas opiniões e sugestões à loucura que iriam cair sobre mim, sobre nós. E sabe, é sempre melhor assim. Quando criamos uma história, ela precisa ser só nossa e de mais ninguém.

Em muito pouco tempo aprendi com o Gabriel que a vida precisa de intensidade. Como poucos, ele me rejuvenesceu alguns bons anos. Trouxe à tona uma intensidade que havia esquecido de tal existência em mim. Por medo – e mais nada -, retruquei como quem entende sobre a vida: intensidade demais atrapalha, Gabriel. Ele educadamente discordou. Tivemos a nossa primeira discussão.

fbe76ca21211c1fe73bf4a80ebd717b2

[ Imagem: reprodução ]

Gabriel compartilhou comigo histórias só dele, me falou sobre sua família, novamente trouxe à tona aquela admiração por coisas reais da vida. Gabriel compartilhou comigo um fato que mudaria sua vida: o tumor havia voltado com tudo. Agora o caso era bem mais grave. Me contou isso num dia de correria plena. Chorei dentro do carro, no trânsito, sozinha.

Repensei a minha vida inteira. Não apenas na minha quase história com ele – sem sequer ter trocado um beijo -, mas nos ensinamentos que em tão pouco tempo ele me trouxe.

-Deus, mas o Gabriel tem tantos planos…

Eu só pensava nisso o dia inteiro. Na estrada voltando pra casa eu chorei de novo, rezei, tentei encontrar forças e palavras para levar conforto a ele. Me faltou tudo, inclusive chão. É o tipo de pancada que vem e a gente perde até o norte. Podia ser comigo, com a Mirian, a Ju, o Felipe, o Bruno, o Renato, qualquer um dos meus amigos. Não é só pelo Gabriel, é por todo o resto. Seus sonhos, vontades, realizações, jeito especial de ver a vida, resolver problemas e ir atrás daquilo que gosta.

O agora tem um poder absurdo, viva ele intensamente. Se tem uma coisa que o Gabriel me ensinou e vai continuar pra sempre comigo é que intensidade demais não atrapalha, é vida.

Viva, Gab! Quero te ver realizando seus sonhos, me contando suas histórias e indo atrás de tudo aquilo que acredita. Estou torcendo por você!

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo