O que eu aprendi com a Boo

2

por @JulianaManzato

Depois que a gente deixa de ser criança, a gente começa ver os desenhos animados de um outro prisma. Hoje eu percebo o quanto a Boo, aquela fofura de garotinha que aparece no filme Monstros S.A me ensinou.
A história é mais ou menos assim…

Teoricamente, a Boo deveria ter medo do monstro do armário, mas não é bem isso que acontece, como podemos ver aqui…

Resumindo a história, a maneira que o filme coloca a situação, me lembrou muito os nossos relacionamentos, digo em relação a homem – mulher mesmo.

A Boo acaba indo sem querer na “Monstros S.A” e como podemos ver, todo mundo que até então era “malvado”, entra em pânico por um “humano” estar ali. Isso não lembra muito aquela vez, que o seu “ficando” deu o fora por que não queria se envolver? Que entrou em pânico por que viu que estava dentro de uma relação e gostando de alguém?

Quantas e quantas vezes nós mulheres não tivemos que ouvir que o problema não era com a gente?
Ele: -“Você é linda, gostosa, inteligente, bem resolvida, engraçada, mas o problema é comigo. Você entende né?”
Ela: (se segurando para não mandar o cretino para a casa do chapéu) – “Eu te entendendo, fica tranquilo”. (É… nessas horas ser fria é a melhor opção e fazer a “compreensiva” também ajuda!)

Às vezes, nós mulheres também viramos “bicho papão”. Quantas vezes não estragamos tudo (e assustamos o cara) por insegurança, crises idiotas de ciúmes, falar mais do quê deveria, demonstrar sentimentos demais?

Aprendi com a Boo a ser corajosa para o amor, afinal se você não der uma chance para ele nunca vai saber se vai dar certo ou não. Aprendi com a Boo que sempre vamos ter medo, de relacionamentos à baratas, mas precisamos enfrentá-los e seguir em frente sempre! Aprendi com a Boo que todo e em qualquer momento da vida é preciso se divertir.  Aprendi com a Boo que criamos sentimentos por pessoas que jamais imaginavamos.  Ah Boo, aprendi tanta coisa com uma garotinha!!!!

Felizmente ou infelizmente, no amor e na vida é preciso saber jogar (e se jogar)! Por muitas vezes as coisas não acontecem como esperamos. Às vezes Boo, às vezes “Bicho papão”, o mundo vai continuar a girar, as pessoas melhoram (não mudam, infelizmente), a vida segue rumos que a gente nem imaginava e quando nos damos conta a felicidade finalmente chegou.

Os relacionamentos vão continuar loucos. Escolher entrar nessa loucura ou ser pego de surpresa, não importa, lembre-se da Boo e divirta-se. Afinal não existe “bicho-papão” que não tenha um !

Últimos posts por admin (exibir todos)

You might also like More from author

2 Comments

  1. butterfly says

    Adorei suas comparações!!! E são realmente verdade… adoro a Boo!!! bjk

  2. Bianca says

    Uma lição que fica bem clara pra mim é: às vezes a gente sente medo de coisas ou pessoas que sentem muito mais medo da gente. Nós também causamos medo. E às vezes por muito pouco.

    É preciso saber viver! Ser tolerante na hora certa, mas firme quando devemos ser. Ser prestativa e legal não significa que ninguém pode passar por cima da gente. Temos que saber nos impor, mas aceitar que o amor chega para todo mundo, muitas vezes por linhas tortas.

    Linda análise!!!!

Leave A Reply

Your email address will not be published.