O que eu diria se você voltasse?

0

Leia ouvindo: A praia – Cícero

Faz tempo que não penso em você. Se te encontrasse na rua hoje, certamente demoraria a reconhecer o seu rosto. Você, com certeza, não encontraria qualquer similaridade da minha vida de antes no momento de agora. Talvez se assustaria! Talvez se orgulharia de onde cheguei. Não sei! Eu jamais saberei. Essa manhã o trânsito foi mais intenso do que usualmente. Precisei apelar para caminhos ainda mais alternativos do que os que uso geralmente e caí na rota das nossas voltas pra casa. O engraçado é que a primeira coisa que me veio à cabeça foi o quanto eu gostava daquela rua de árvores grandes, e não de como eu gostava de estar sentada ao seu lado naquele carro silencioso. Você veio chegando na memória bem devagar.

223776e8bf0c97ff03ccf4864669c08e

[ Imagem: reprodução / Pinterest ]

Lembrei de como eram confusos aqueles dias, de como o esforço para ficarmos bem me desgastava e de quantas vezes chorei em silêncio no carro – por aquele mesmo caminho – enquanto rezava pra chegar tão breve pudesse em casa. Pensamento é andorinha selvagem, voa mais rápido do que controlamos. Nem de longe, numa manhã cinza de sexta-feira como essa, eu gostaria de ter pensado em você.

Aumentei a música, revisitei na cabeça a agenda daquele longo dia que acabara de começar e em segundos, você já havia sido – novamente – despejado. Pensar em você não me causa mais nada. Não existe mais qualquer relação entre você e os meus sentidos e isso traz uma sensação fantástica de liberdade. Cheguei no trabalho e uma amiga querida, que recém terminou um relacionamento me perguntou: quanto tempo vai demorar até que eu o esqueça completamente? E eu somente sorri!

Vai levar bastante tempo, era o que eu iria dizer. Mas isso em nada a confortaria. Disse somente que levaria o tempo necessário, mas que valeria muito a pena esperar. O processo pós-traumático merece de nós a mesma atenção e cuidado que o relacionamento em si. No final das contas, é nesse período que estreitamos laços muito valiosos, de um relacionamento com uma pessoa que as vezes fica esquecida, colocada no cantinho enquanto vivemos grandes histórias de amor: NÓS MESMOS!

A segunda pergunta da moça foi ainda mais intrigante: “e se ele voltasse, reaparecesse agorinha mesmo na sua frente, o que você diria?”. E então eu respirei bem fundo, lembrando de todas as milhares de vezes em que idealizei esse diálogo na minha cabeça e de como tudo havia mudado. No início, talvez eu sentiria vontade de dizer que ele havia me magoado de verdade, que deveria se envergonhar por ser tão cruel. Um tempo depois, eu poderia querer dizer que ele foi um grande erro na minha vida. Houve até um momento que eu ousaria não dizer absolutamente nada! Mas o agora era mesmo muito diferente.

O passar do tempo é capaz de mudar todos os corações, de curar feridas antes impensadas.
Disse à minha amiga que sem as quedas, a vida jamais seria capaz de nos ensinar a levantar. Foi preciso muita coragem para vencer o desafio que é o abandono. O desamor, em todas as suas instâncias, é o maior motivador de amor próprio que eu já pude experimentar. É quando o outro nos ama ‘de menos’, que somos capazes de descobrir o segredo para nos amar ‘de mais’. Foi quando ele foi embora, que eu pude voltar pra casa.

E então, tudo ficou claro! A vida foi doce comigo, cuidou tão bem do meu futuro quanto pode. Se ele tivesse ficado, eu não seria quem sou hoje. Não teria viajado o quanto viajei, não teria conhecido as pessoas que tive a honra de conhecer, não teria aprendido a nobre arte de cuidar com tanto carinho do meu próprio coração, como aprendi!

Se ele surgisse agora, minha amiga, eu simplesmente lhe diria: “muito obrigada”.

Mayra Peretto

Uma mulher de cabeça e coração sempre cheios! Capricorniana da gema, produtora de eventos por profissão e escritora pra vida. Apaixonada pelo 'hoje', escreve sobre o que pulsa nas veias e escorre pelos olhos. Seus dias são feitos de poesias, boas músicas e muita luta!"
Mayra Peretto

Últimos posts por Mayra Peretto (exibir todos)

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.