O que eu pedi

O ritual se repetia toda noite. Eu deitava a cabeça no travesseiro, fazia o sinal da cruz e mal começava o Pai Nosso, já estava a chorar. Deus acabou se tornando meu maior terapeuta, e mais sagrada que a minha oração se tornou o hábito de todas as noites pedir para que Ele iluminasse os meus caminhos e mostrasse as soluções.

Imagem: reprodução
{ Imagem: reprodução }

Eu estava mal. Muito mal. Não havia sofrido nenhum acidente, sido acometida por alguma doença ou perdido um ente querido. Minha cabeça andava mal. Eu não sabia o que queria pra minha vida – onde eu deveria morar, com o que deveria trabalhar, para quem deveria entregar o meu coração, que método milagroso deveria usar para extrair minhas gorduras. O QUE FAZER COM A MINHA VIDA, MEU DEUS?

Acho muito comum e compreensível que as pessoas se aproximem da religião em momentos de conflito, desespero, perda. Normal… A que poderíamos nos agarrar se não a forças divinas, com poderes que, acreditamos, ultrapassam a usualidade da realidade?

Foram infinitos Pais Nosso e Ave Marias. Santo Anjo do Senhor, aquele que é meu zeloso guardador, foi convocado na mesma quantidade de vezes. E se a gente tem fé, a vida realmente passa a andar.

Deus atende aos pedidos daqueles que acreditam. Às vezes de forma certa por linhas tortas, mas não importa, ele mostra o caminho. E nós, no egoísmo intrínseco do ser humano, nos esquecemos quase que por completo de refazer o sinal da cruz e nos colocar a rezar.

Ontem eu larguei o meu egocentrismo de lado: ajoelhei no pé da minha cama e orei. Sabe o que eu pedi? NADA. Eu somente falei para Ele o quanto eu era grata pela saúde que jorrava sobre mim, minha família e todas as pessoas que amo. Comentei que Ele era muito bom por me rodear de pessoas tão abençoadas. Disse que Ele realmente havia me iluminado os caminhos, e eu somente poderia agradecer. Por tudo.

Agradecer. É isso que a gente esquece de fazer.
Agradecer. É isso que a gente deveria SEMPRE fazer.

Bi - Dona Oncinha

Bianca Carvalho
Últimos posts por Bianca Carvalho (exibir todos)

Bianca Carvalho

Uma carioca branquela, bagunceira e desbocada. Uma mulher questionadora, inquieta e expansiva. Uma amante do mundo, dos cachorros e de pessoas apaixonadas pela vida.

2 comentários em “O que eu pedi

  1. Suas palavras caem como um bálsamo sobre feridas abertas. Acostumados a reclamar de tudo que almejamos e não conseguimos, esquecemos de tudo que temos e não damos valor. Somos milionários minha filha e devemos rezar todos os dias em agrdecimento. Não importam as dores do não alcançado mas sim a contínua busca da felicidade que está tão perto de nós.

  2. A gratidão abre as portas do nosso coração às bençãos de Deus. Quando reconhecemos a bondade d’Ele nos tornamos pessoas mais doces e assim podemos descobrir a beleza da vida que Ele nos dá. Agradecer a Deus é um caminho de felicidade. Amei o texto, parabéns 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo