O que restou do domingo

Leia ouvindo: Maroon 5 – Sunday Morning

Anda divertido viver. Não que antes não fosse, mas depois de passar vários domingos dormindo e acordando sozinha, ter alguém para dar bom dia no dia mais preguiçoso da semana é bom.

Domingo é dia de cama cheia de amor e preguiça. Tem domingo recheado de mundo também. Pé na estrada com paradas estratégicas e lugares bonitos. É sempre bom levar o amor para passear, respirar novidade e conhecer lugares.

O que restava do domingo agora eram as maiores marcas de amor. Seja em meio aos lençois amassados e cama revirada, seja nas estradas bonitas que a gente saia para ver.

174a0e0363a74e15ca666f159802dc66

[ Imagem: reprodução/ pinterest ]

Se é amor, espere por domingos doces. Domingo tem tudo aquilo que realmente importa. Domingo é uma das maiores provas de matemática da vida: ser um é bom, mas virar dois é melhor ainda.

Domingo era dia de contar histórias para os lençois e ser feliz.

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo