O que você faria por um sorriso? | por Mladen




Você já fez ou já fizeram por você alguma loucura de amor? Já foi atrás daquele sorriso, sem bem entender o por quê? 

Lembrei de algumas histórias quando vi o post “Pura Poesia…” no Dona Oncinha (dia 19/janeiro) e queria compartilhar duas delas.


Imagine que você está no auge dos seus 14 anos, conhece uma garota pela internet. Ela está passando por uma situação delicada, passando por várias cirurgias e você está adorando a conversa, tanto que essa conversaiada na internet se transformou em telefonemas e chat com webcam praticamente diários, por 6 meses.
Só um detalhe, você é de São Paulo e ela é de Minas.
Um belo dia ela te escreve: “Estou indo pra São Paulo, quero te conhecer”. Justamente por estar no auge dos seus 14 anos, você congela, não sabe o que responder e simplesmente some do mapa. Para de atender ao telefone, não responde mais e-mails e ignora o Messenger. Mas você gostava da conversa, né? Um tempo depois sente falta da presença e tenta retomar o contato. Porém, nesse meio tempo, você esquece do primeiro nome da garota e pelo sobrenome é impossível encontrar no Orkut / facebook / Google. A história acaba aí.
Será mesmo? Sete anos depois, você entra no seu e-mail pra conferida diária e o título de um deles é “ Fernanda Bastos* deixou um novo scrap para você”. Antes mesmo de ler o conteúdo desse e-mail você já sabe que é ela. Sua perna começa a tremer, você sua frio, por um momento fica perdido nos pensamentos e quando clica lê: “Dessa vez você não me escapa ;)”
O que você faria? Eu iria pra Minas na primeira oportunidade que tivesse! E foi o que ele fez. Passou o fim de semana com a Fernanda, a conheceu ao vivo e foi uma das experiências mais marcantes que teve.
Outra história é de uma viajem, os dois se conheceram em uma festa no Chile. Era o último dia dela na cidade, acabaram se beijando e trocaram os contatos. Uma vez de volta ao Brasil continuaram conversando, ela da Bahia e ele de Curitiba.
Praticamente um ano depois, perto do aniversário dele, eles estão conversando:



Ela – O que está aprontando?
Ele – Nada de mais organizando minha festa de aniversário…
Ela – E eu? Estou convidada?
Ele – Claro que está!

Mas tipo, ela é do nordeste, ele do sul… esse convite é improvável. Só não digo impossível porque ela realmente foi!! O aniversário era em um sábado, ela chegou sexta e foi embora domingo. Foi pro Sul apenas pra festa. Quer presente melhor que esse?


“Eu me preocupava bastante sobre o que seria quando crescesse
quanto dinheiro faria, se eu me tornaria importante.

Às vezes o que você mais quer não acontece,
e às vezes o que você menos espera lhe acontece,
como abandonar um ótimo emprego e se matricular em outra faculdade.
Você conhece mil pessoas e nenhuma delas te toca
e então você conhece uma pessoa e sua vida muda para sempre.”


Retirado do filme Amor e outras drogas #recomendo








Eu acredito que precisamos temer menos e devemos ousar mais.
A vida é curta pra ser uma rotina de acordar/estudar ou acordar/ir pro emprego/voltar e dormir.
A graça está nesses momentos improváveis e são essas histórias que você terá pra contar aos outros e, quem sabe, inspirá-los. 


E você?  Já fez ou já fizeram alguma loucura de amor por você?


Beijos

Mladen

*os nomes foram alterados pra manter a privacidade dos envolvidos

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

5 comentários em “O que você faria por um sorriso? | por Mladen

  1. Essas histórias eu conheço bem…

    Foi em 2009 quando conheci uma garota de João Pessoa (PB) e eu sou de São Paulo (SP). Nos conhecemos em uma comunidade do orkut, passamos ao MSN, a Webcam, telefonemas.. Eis que fui demitido de minha empresa (era o que eu queria) juntei tudo o que eu tinha em casa (2 malas apenas) e fui para lá… Sim, fui arriscar a vida em João Pessoa, de inicio eu só conhecia João Pessoa pela musica do Raimundos (Puteiro em João Pessoa).. Foi legal, maior aprendizado de minha vida. Não demos certo, pessoalmente as personalidades não se bateram muito bem, porem conheci novas culturas, novas pessoas, novas historias de vida, conheci gente do BRASIL inteiro lá (Morei em uma pensão onde tinha muita gente de várias partes do Brasil)…

    Adorei esse post pois me identifiquei muito com ele…

    Abraços

  2. Gringo, meu bom, é como eu estava comentando outro dia…

    O que você vai sentar na varanda para contar para seus netinhos? E os momentos que te tiraram o ar, vão ficar onde se você não tiver coragem de vivê-los?

    Let surprises comes!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo