O verdadeiro "Playboy"

Gunter Sachs, esse aproveitava a vida como ninguém. Foi ele quem criou o termo “Playboy”, sua intenção? Caracterizar homens com estilo e que sabem aproveitar a vida.
Será mesmo que ainda existem playboys? Digo os verdadeiros playboys, como Gunter mesmo caracterizou.
O que é ter estilo e aproveitar a vida no universo masculino hoje, senão tomar uns “bons drink” e usar camisa xadrez do Sergio K. como se não houvesse amanhã?

Talvez eu esteja ficando velha, talvez os meus amigos homens sejam “errados”, talvez eu esteja andando com gente errada ou talvez o “Playboy” que Gunter criou, não exista mais, acabou virando animal em extinção.
Todo mundo é igual, já perceberam? Vamos até uma balada: TODOS os meninos de camisa xadrez e TODAS as meninas de vestido bandage, confere?
Para os homens, isso é ser playboy? Ter estilo? E para as mulheres, isso é ter personalidade?

Ok, Gunter era bem nascido, deu um empurrãozinho na carreira de Andy Warhol, foi casado com Bardot e colocou Saint-Tropez no roteiro dos Jet-Set’s. Sabia aproveitar a vida, tomar “bons drink”, viajar, aproveitar os lugares, as pessoas, era um verdadeiro apaixonado pela vida.
Mas o quê o diferencia dos demais homens? O cenário em que viveu talvez. Por que a paixão pela vida… todos nos podemos ter, certo?

Seguindo o exemplo de Gunter, o verdadeiro “Playboy”. Me pergunto: O que querem os homens atuais? Não em relação as mulheres, mas a vida. O que é ser playboy para eles?

“Playboy” para mim, não é o filho de papai – cabeça de ervilha, que encontramos aos montes por ai.
O playboy na minha opinião, é aquele cara de atitude, que vai atrás do quer, faz o quer. Sabe como ninguém conquistar uma mulher. Sabe como tratar uma mulher.
São charmosos na medida, não se importam em usar calça jeans, camiseta branca e chinelo em dias comuns. São independentes, cheios de planos, inteligentes, com objetivos e foco, muito foco.
São aqueles caras que tomam cerveja no bar da esquina ou comem caviar no restaurante mais chic da cidade e continuam sendo eles, sem frescura, rótulos ou se importando com a opinião alheia.
GRAÇAS A DEUS são do time do bom humor. Fazem piadas, são brincalhões. São aqueles homens, que fazem viagens, conhecem pessoas, culturas, que não tem medo de sair por ai sem destino, afinal, ele é o próprio destino. Playboys com barriguinha, sim! Gostam de futebol, de luta, de twitter, de carros, de corrida…
São homens que não fazem da vida um Ctrl C – Ctrl V diário. São homens comuns, mais que podemos considerá-los “playboys”, por que criaram um estilo próprio de viver a vida.

Na minha opinião, são os melhores caras do mundo!

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

4 comentários em “O verdadeiro "Playboy"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo