Olhando estrelas

Leia ouvindo: Coldplay – A Sky Full Of Stars

“Só é olhado pelo céu quem olha as estrelas.” Mia Couto

Talvez tenha sido a frase que mais mexeu comigo nesses 6 meses de 2014. Desde pequena fui apaixonada pelo céu, seja pelo azul do dia ou pelos pontos de luz que aparecem à noite. Não sei se existe uma explicação para isso, mas paixão e amor nunca fizeram  sentido.

O céu para mim é cura. Em dias ruins me perco olhando para ele, como se ali estivesse a solução dos meus problemas. Se Deus mora lá, com certeza já achei a tal explicação perdida no parágrafo acima. Azul, ensolarado, com nuvens de algodão, desenhos animados, cinza, à noite, cheio de estrelas, como eu e você, cheio de si e de outros, sem um limite ou fim. Tanto em comum.

A minha ligação com o céu é grande. Me lembro de ficar vendo estrelas no anoitecer com o meu avô, obviamente que eu não podia apontar, senão nascia uma verruga no meu dedo, mas foi nesse momento que nasceu uma admiração que duraria o resto da vida. Digo isso, porque logo que fui morar sozinha e sentia muita saudade de casa, da família, dos amigos, enfim, quando o coração apertava eu saia na varanda e ficava ali, olhando para aquela escuridão infinita.

{ Imagem reprodução }
{ Imagem reprodução }

A frase talvez tenha feito tanto sentido porque para mim ela soa como Deus. O céu é Deus. Não por conta da divisão de céu e inferno imposta pro religiões, mas sim, por ser ali que encontro a minha paz, que procuro calma, que acho as três marias, o cruzeiro do sul, as outras constelações e algo divino que me acalma o coração. Acho que no fundo, posso chamar as estrelas de fé, porque se eu olho para elas, elas olham por mim.

Por vezes queremos o mundo, mas o quê precisamos é lembrar que existe um teto cheio de estrelas que já é nosso. Com anseios, desejos, amores, saudades, angustias, medos e fé. O céu é algo que ninguém pode tirar de você. É a sua janela de alma, cheia de pontos de partida.

Quando a gente lembra que o céu é azul, independente do dia e que a noite o nosso maior cobertor é feito de estrelas, fica mais fácil aceitar o mundo e entender que existe alguém muito maior pensando em nós. Olhando estrelas, achando desenhos em nuvens e acreditando no infinito. Que a gente nunca perca a fé que fica lá em cima.

Assinatura_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo