Osvaldo, com a sua licença, é para as mulheres.


Poetas só são poetas porque existem as mulheres. Se fosse um mundo apenas de mulheres, a troco de que seriam trabalhados versos, prosas, rimas, juras e injúrias de amor?

Um poeta que gosto muito e por isso tomo a liberdade de emprestar sua arte é Osvaldo Montenegro. Gosto do estilo solto, direto, sem floreios. Do mesmo jeito que homenageio as mulheres.

Que a força daquelas que lutaram pelos mesmos direitos, seja lembrada a cada dia.
Porque metade delas era silêncio, mas a outra metade era grito.

Que a mulher que conhecemos hoje, crie sua família com dignidade.
Porque metade dela é guerreira , mas a outra metade é escrava.

Que a sensualidade dessa mulher exale pelos poros sem ser vulgar.
Porque metade dela é deusa, mas a outra metade é só um anjo.

Que a beleza das mulheres não seja idealizada, mas que seja natural.
Porque metade delas é Afrodite, mas a outra metade é Atena.

Que a ingenuidade da mulher jamais seja confundida com falta de inteligência.
Porque metade dela é cérebro, mas a outra metade é coração.

Que as mulheres amem seus sapatos, sem que isso seja futilidade.
Porque metade delas é espelho, mas a outra metade é reflexo.

E que por fim, que toda mulher seja feminina, vaidosa, linda e charmosa.
Que aceite ser homenageada no dia das mulheres e que curta este dia sem afetações, sem falso orgulho e sem feminismo barato.

Porque se não aceitar de bom coração, metade dela é bem chata, mas a outra metade, também.
Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

7 comentários em “Osvaldo, com a sua licença, é para as mulheres.

  1. Metade de mim se sente puramente homenageada, a outra metade está vaidosamente orgulhosa de ser mulher.

    Parabéns pelo texto, Rubens, mas parabéns pra gente pela dor e pela delícia de ser mulher!

  2. Nossa, parabéns Rubens, texto lindo! Terminei de ler com um sorriso no rosto e como disse a Bianca acima, orgulhosa por ser mulher!!! TATI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo