Para aqueles que não tem medo de viver

Admiro gente que não tem medo de viver.

Gente que se joga mesmo, na vida, na festa, no trabalho, no amor. Que não tem medo de se arrepender, errar, ir atrás de um sonho, dar um passo para atrás ou ir muitos para frente. Gente que vive sem pensar muito no passado e planejando pouco o futuro, porque afinal, quem é que sabe do futuro?

Gente que não tem medo de viver sabe o que não quer para a vida, e isso já ajuda tanto nas escolhas, não é? Ninguém sabe exatamente o quê quer por um motivo simples, o querer muda o tempo tempo. Gente que não tem medo de viver é inquieta e barulhenta – para dentro ou para fora. A necessidade de gritar é insana, a cabeça não para e caderninhos de ideias ou bloco de notas do celular são sempre lotados de devaneios – malucos, profundos.

Gente que não tem medo de viver vai atrás dos sonhos, por mais bobos que eles pareçam. Realizar sonhos é muito mais importante do quê sonhar em si, é viver. É o que move. É o que faz o coração pulsar, a pupila dilatar e o frio na espinha chegar.

Gente que não tem medo de viver, já sofreu de males como  frustração, decepção ou amor. Entenderam que a vida é breve, a D.R é longa (Salve Xico Sá) e não sofrer, é não viver. Todo mundo já se decepcionou, se frustrou, criou expectativa em algo ou alguém que não valeu tão à pena. Todo mundo já quase morreu de amor – alguns de fato morreram, mas sabiam que amor é o alimento da vida. Gente que mete as caras, vai em frente, segue o coração e não pensa muito no depois. O agora é tão importante e precioso.

81
{ Imagem reprodução }

Admiro aqueles que não tem medo de viver pelo brilho nos olhos, sorriso no rosto e abraço apertado. É gente intensa demais, louca demais, cheia de vida demais. Tudo é demais ali. Um coração imenso para abrir e sentir tudo quê se tem direito. Talvez o segredo dessas pessoas seja esse: sentimento em todos os sentidos. Sentir sensações que a vida te proporciona, amor, saudade, felicidade, tristeza, angustia, ter um filho, morar em outro país, brincar com o cachorro, enfim, não importa o quê seja, importa o quê sente.

Gente que não tem medo de viver, coloca tudo dentro de uma garrafa e bebe até a última gota. Enfrenta desafios com maestria. Liga o foda-se para o quê os outros pensam. Tem muitos amigos – para a vida inteira ou para festas. Tem amores para serem vividos. regras para serem quebradas, doses de felicidade diária, vinhos para serem abertos, filmes para serem assistidos, viagens para serem feitas, ideias para colocar em prática, festas para curtir até o amanhecer, músicas para serem ouvidas repetidas vezes. Gente que não tem medo de viver, abraça o hoje e olha para a vista que está ali, bem diante dos seus olhos. Que trocam qualquer sofá pela rua, assistir televisão por um churrasco com os amigos, dias chatos por madrugadas incríveis, madrugadas de bom sono por dias ensolarado. Tipo de gente que não precisa de casa, é do mundo.

Gente que não tem medo de viver faz muito barulho. E eu digo, continuem. O barulho mais bonito que eu já ouvi até hoje são justamente dessas pessoas, que não tem medo de se jogar desse penhasco profundo chamado vida.

Assinatura Ju - 2013

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Um comentário em “Para aqueles que não tem medo de viver

  1. Pensa numa pessoa apaixonada por esse site? Sou eu!!! Quantos textos incríveis Juliana, parabéns!!!

    Beijo grande.

    Sua fã,
    Clarisse Paiva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo