Peito aberto

Leia ouvindo: Kailo – Need Ya ft. Aela Kae

Ele havia desabado. O choro imediato parecia aliviar a dor. Por que a honestidade dela doeu tanto? Por que provavelmente ela não gostava tanto assim dele. E toda aquela história e rotina dele. “Não vou conseguir gostar de você”, foram as últimas palavras de quem fechou a porta  para ir embora.

O desabafo dele me tocou. Foi no domingo, 21 de dezembro que ele desabou. Chorei com ele, mas chegamos juntos a conclusão que era melhor a honestidade dela do que os beijos falsos de bom dia. O fim dói.

Já já é Natal e sei que não existe época pior para sofrer de coração partido do que essa. Não é nessa época que a gente acredita que tudo vai ficar bem? Que a esperança que parecia morta reage e volta a respirar sem ajuda de aparelhos? Que a gente para, pensa e faz aquele balanço da vida? Com prós e contras? Alegrias e tristezas? Não é nessa época que a gente esvazia os potes de promessas e planeja um novo ano e ate uma viagem à dois?

É, é nessa época que tudo isso acontece. Acontece inclusive umas pancadas da vida. É meu amigo, erga a cabeça. Um milagre de Natal pode acontecer na sua vida. Sai o que você achava que era bom para você e entra em cena aquilo que vai ser espetacular na sua vida. Talvez você não enxergue por agora, mas em um futuro não muito distante você verá.

8206

[ Imagem: reprodução ] 

Já estamos crescidos demais para acreditar em Papai Noel, mas deveríamos. Papai Noel não traz só presentes, como a data comercial criada pelos homens sugere. Ele também não é tão mercenário como dizem. Eu acredito no Papai Noel puro, aquele que me traz presentes de Natal – e de vida – sem mesmo eu merecer, porque eu tive fé. Ninguém precisa se comportar para receber algo em troca, precisamos viver. O presente de Natal, na verdade é um start para os tantos presentes recebidos durante o ano. E volto à dizer, não são presentes físicos, mas as gratas surpresas que aparecem no caminho.

Desejo que na noite de Natal o Papai Noel visite a sua casa para te levar bênçãos. Um vidrinho cheio de fé, para ser carregado diariamente e a recomendação é uma gota por dia. Um trevo da sorte, para te abrir os melhores caminhos. Um livreto com palavras sábias para dias ruins. Um caderno em branco para você escrever uma nova história todo dia. Mas desejo principalmente, que na noite de Natal você receba um coração novo! Com coragem para seguir em frente, amor transbordando, felicidade plena e principalmente repleto de paz. Paz para ter um novo amor. Paz para sentir saudade. Paz para seguir em frente. Paz para abrir mão de algo. Paz para fazer escolhas e principalmente, paz para viver aquilo que acredita.

Um peito repleto e aberto para sentir o Natal. Um coração sábio para receber as benções e forte para ultrapassar todos os obstáculos.

Quanto a ele, o sujeito sofredor de amor, ficará bem. Não porque seja fácil, mas porque Papai Noel será muito generoso com ele, assim como vai ser com você.

Assinatura_Juju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Um comentário em “Peito aberto

  1. Obrigada! Por ser como “um livreto de palavras sábias em dias ruins” e em dias bons ao longo deste ano!E que venham muitos mais texto no Ano Novo! 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo