Peito repleto

Leia ouvindo: Tiger Child – The Young Romans 

Meu peito é repleto de amor. Não falta, sobra, transborda. Obviamente que muitos me acham boba por ser assim, sou mesmo, assumidamente apaixonada. Exagero em quase tudo, não seria no amor que viveria em doses homeopáticas.

Sofro dos males do amor. Aquela coisa de se entregar, amar, se jogar demais nesse sentimento bonito, claro que com as suas dificuldades (2 talvez). Dificuldade em achar aquele quem especial para entregar aquele tanto de amor que guardo no peito e a outra é entender que aqueles que partiram meu coração precisavam levar um pouco mais do meu amor para a vida deles.

É, estou dizendo que partir o coração é bom. É dividir o tanto de amor que tem aqui dentro com alguém que precisa. Mendigar dinheiro não é pior que mendigar amor. Roubar amor e fugir pode ser uma tremenda sacanagem mas aqui dentro da gente tem uma fonte inesgotável do sentimento mais bonito do mundo.

7100
{ Imagem reprodução }

Achei melhor pensar assim do que chorar rios de lágrimas me arrependendo de ter amado alguém que levou um tanto de mim embora. Não que o choro tenha que ser evitado, muito pelo contrário. Chorar limpa o peito. Talvez ele precisasse daquele tanto mais que eu. Se aqui sobra, não vamos desperdiçar. Pronto, leve embora. Vá com Deus.

Eu sei que é difícil pensar assim mas o amor tem tantos lados bons, inclusive esse que mora dentro do peito. Sejamos mais generosos com aqueles que têm medo de descobrir a tal fonte do sentimento bonito, ou que vivem se esquivando de sentir, ou até aqueles que gostam de colecionar conquistas. Cada um com o seu cada um.

Um dia, quem sabe, vão aprender que amor demais não é pecado e nem errado. Errado talvez seja aquele que vive sem ter um cais no porto para repousar, quem rouba amores e metades sem deixar saudade e, porque não, aqueles que têm dificuldade imensa de abrir o coração e entender que além de músculo é poesia, amor e outras coisas bonitas.

Da vida se leva a alma, um pouco mais de coração nos momentos de calma.

Assinatura_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

4 comentários em “Peito repleto

  1. Ju,

    O meu nome é uma brincadeirinha, mas reflete o que conversamos pouquíssimo tempo atrás.

    Parabéns pelo texto! O texto está muito bem escrito e reflete a sinceridade do coração.

    Beijão Ju!

  2. Incrível, como me identifico super com seus textos… Perfeito!
    Parabéns por mais um texto incrível

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo