Pelo meu próprio bem

Leia ouvindo: She Will Be Loved – Marron 5 

Pelo meu próprio bem, eu vou parar por aqui. Eu sempre fui dessas com a cabeça na felicidade dos outros, dessas que esquece de aproveitar meus próprios momentos de alegria. Eu era feliz sem você, muito. Tinha toda a certeza que meu mundo era completo sem você. Mas então você apareceu, sem que eu pedisse ou sem que eu pudesse evitar. Me mostrou que podemos melhorar o que está bom. Sempre. Que alguém pode adicionar alegria nos nossos copos da vida. Mostrando que a gente pode até ir muito bem sozinha, mas pode ir bem longe se estiver de mãos dadas.

Mas todos os meus filmes tiveram seus buracos nos roteiros. Todos tiveram seus furos. De alguma forma todas as perdas e decepções mancham minhas memórias. E a última coisa que eu quero pro teu rosto na minha mente é uma mancha. Dentro do meu corpo, anda rolando uma batalha desleal. Amanhã contra o ontem. O futuro nem chegou e eu já estou sentido a tua falta. Sentindo falta de como aquele espaço do sofá encaixava perfeitamente com nossos corpos. De como eu poderia traçar cada risco das tuas tatuagens, cada detalhe teu. Pedi a proteção da tua santa e a sorte da tua carpa. Joguei teu sobrenome no meio do meu só pra ver se o som ficava legal. Fotografei teu melhor sorriso nas minhas memórias em quase todos os momentos. Não sei como é não te ver feliz, não quero ser tua decepção.

11081625_10204792394542804_1908705632_n

[ Imagem: reprodução ] 

Vou deixar essa porta encostada e pedir pra você não entrar. Vou pedir pra você sair, desejando que você fique. Vou esperar os olhos alheios vibrarem com a tua presença. Isso é uma questão de tempo. Vou esperar você aquecer outro coração para o meu poder esfriar sem você.

Preciso que você siga por um caminho inverso do meu, pois ainda preciso provar pra mim mesma que consigo ser feliz sozinha. Não é uma culpa sua. Não é o seu tipo. Aliás, se eu tivesse um tipo de cara seria o seu. Esse tipo que faz “ser feliz” parecer fácil. Esse tipo que resolve marcar momentos com gestos delicados. Que me ganha num sorriso ou num presente fora de hora. Numa música cantada ao pé do ouvido ou com uma rosa.

Tô guardando cada lembrança tua longe dos meus olhos, pra te deixar ir de uma vez da minha mente. Tô evitando me encantar. Tô esperando o tempo me ocupar. Tô abrindo espaço pra encher minha da trabalho. Pro meu tempo esgotar. Pro meu dia encurtar. Pra cada dia que eu acordar distante de você, eu lembrar que eu amava demais ter você pra começar a te estragar. Desculpa ter ajustado meu relógio na hora errada, cruzando com a sua e fazendo o nosso tempo combinar tão bem.

Se cuida, garoto. Saudades

2015_Jorge Pedreira

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo