Por um mundo com mais meias sete-oitavos!

18

Toda mulher tem o lado mulherzinha, algumas até demais. São tão mulherzinhas, que acabam ficando “inhas”, e eu explico.
A mulherzinha é delicadinha, é arrumadinha, engomadinha, engraçadinha, namoradinha, esposinha, capachinho e faz tudo muito certinho.
Aham, mulherzinha! E desde quando o mundo é certinho para você seguir regrinhas?
Que as regras sejam quebradas, as mulheres não precisam delas. Ou ainda não perceberam que a nossa classe anda sendo representada com os mais diversos tipos de mulheres? De Valeska Popuzuda a Carolina Ferraz.
O mundo mudou e a mulher também, nós viramos homens!
Nos trabalhamos, nos tornamos independentes financeiramente, nos saímos com as amigas para beber, vamos tanto ao campo de futebol, como para a “caça”. Tomamos a iniciativa de chegar nos homens, optamos (e defendemos) a solteirice, já começamos a detestar DR, trocamos a “dor de cabeça” pelo sexo- com muito mais frequência. A prioridade não é mais casar e ter filhos, é ter uma vida estável para ai sim, arrumar um marido e ter filhos, ou simplesmente optar pelos filhos sem um marido, ou ainda não ter filhos (Por que não?).

Somos verdadeiros homens em cima de um salto 15!

Perdemos a noção do que é realmente ser mulher! Não sabemos amar, construímos muros, fechamos portas e colocamos cadeados no coração. Esquecemos o quanto é bom ser o sexo frágil, ser cuidada!

“Nenhum homem vai se aproximar de novo”, “Cupido, saia daqui! Você errou mais uma vez”, “Não quero mais relacionamento” ou a típica “Ninguém quer nada sério”. O mundo virou um clichê e ninguém me avisou? Pohãnnn…
Será que realmente queremos relacionamento? Será que realmente ser auto-suficiente é legal? Já acostumamos a trocar lâmpadas, levar o carro no mecânico, ter uma vida multifuncional, a fazer coisas que antes eram totalmente voltadas para o universo masculino.

Infelizmente, já estou concordando com os homens em algumas coisas… Para quê conquistar alguém que não quer ser conquistada? Que não gosta de flores por que elas morrem? Que quando ganham chocolates falam que estão gordas? Ou que quando são convidadas para jantar, insistem que estão gordas? Para quê conquistar uma mulher que quer uma jóia depois de 3 meses de relacionamento? Ou que só quer caras com a vida ganha? Para quê conquistar uma mulheres acostumada a ir para balada no “combo” quinta a domingo + biritas + dançinhas + enfiar o pé na jaca como se não houvesse amanhã…?

Por que? Somos complicas sim! E essa complicação ai, tem um nome: falsa modernidade…

Criamos essa bagunça toda, com a intenção de reaprendermos a achar legal ganhar flores, chocolates, sair pra jantar, comer um monte de besteiras com o namorado, a querer colo depois de um dia difícil, ter uma pessoa do lado e entre tantas outras coisas. A intenção é reaprender a ser amada, mas conquistamos tantas coisas boas com essa nossa falsa modernidade não? Por que voltaríamos atrás? 

Ser amada ainda é simples, é se jogar no mundo, na vida, é deixar as coisas acontecerem… deixar cobrança, desentendimentos, o lado “durona” pra lá e simplesmente curtir. Cada mulher cria sua forma ou formula para ser amada.

Não precisamos ser “inhas”, precisamos simplesmente ser MULHER! Cumprir bem o nosso papel já basta, o resto… deixe para os homens, eles ainda sabem [ a gente espera e torce para isso! ] o quê fazer.

Por um mundo sem muros, com novas rotas, sem complicação, com mais chocolates, flores e jantares, com gentileza, AMOR e claro, mais meias sete-oitavos!

Últimos posts por admin (exibir todos)

You might also like More from author

18 Comments

  1. Beto Lima says

    Com liga então…fica um espetáculo :)D

  2. Danielly Santos says

    Ahhhhhhhhhhhh falou tudo.
    Ameiii o texto Dona Oncinha, quero um namorido, filhos e etc.. sei ser bem MULHER…hahaha
    Quedê a mulherzice de todas nós?!:)
    :****

  3. Doce Veneno says

    seu melhor texto sem dúvidas!

    incrível!

    bjs, sdd Ju!

  4. Mladen says

    Pra mim “homens em cima de um salto 15!” é traveco hahahaha

    Muito bom o texto, o mais importante é saber dosar. Homens gostam de mulherzinhas em determinados momentos e mulheronas em outros…

  5. Anonymous says

    “inhaa” …. Acho que a mulher tem que ser MULHER, acreditar, sonhar, viver, AMAR, a vida e a sí mesma em primeiro lugar!
    Lindo o texto Jú, amei!
    Desejo muitaaaaas meias 7/8 para todas as mulheres!
    Beijos Van*

  6. Bianca says

    Eu como uma autêntica mulherZONA (no sentido de ser grande e ser uma completa bagunça) defendo que as pessoas abram mais os olhos – e com carinho – para a nossa espécie. Não que eu ache que as mulherzinhas tenham que entrar em extinção, como o Mladen bem falou, há de se ter uma dosagem, mas ainda acho que existe um preconceito com as mulheres mais autênticas, espontâneas. E grandes, of course. Acreditem: a gente pode surpreender – e no bom sentido.

  7. Blog do Gersinho says

    Sou um leitor assíduo do donaoncinha e esse foi um dos melhores artigos q. já li. Ju adorei! 🙂

  8. Anonymous says

    ahazoooooooooooooooo

  9. @AninhaRuiz says

    Onçaaaaaaaaaaaaaa! Quando volto a escrever, hein? ^^

    Amei o texto, é sem dúvida nenhuma, um dos melhores que já li por aqui!

    E… posso falar? Ando muito confusa últimamente, brigando internamente e sabe porque? Estou virando mulher… não, não estou deixando de ser menina, estou deixando de ser homem. É difícil, mas é lindo! =)

    Todas deveriam tentar! Claro, que com um bom companheiro ao seu lado, isso acontece naturalmente, mas se não for o caso, vale a tentativa também! 😉 #ficadica

    Não importa se está de mini saia ou calça jeans, se é bico fino ou rasteirinha, super make-up ou look natural, escova perfeita ou cabelos molhados… o importante é saber ser conquistada, sofrer de ansiedade por aquela companhia, falar besteirinhas ao telefone, fazer voz mole para dizer que está com saudades e trocar a dor de cabeça por uma noite deliciosa, mesmo tendo o seu emprego, cuidando das suas coisas, saindo com as amigas, levando o carro no mecânico, recolocando pregos no lugar e abrindo potes de azeitona sem precisar de ajuda… 😉

  10. Gi Pagoto says

    Acredito que como o texto mostrou.. Muitas pessoas compartilham da mesma opinião. Nós somos de tudo um pouco. Cada hora nos cabe uma determinada postura. Isso depende no contexto, ambiente e pessoa. Cada um tem a MULHER que merece.

  11. Vivianne Vilela Souza says

    Já dizia a minha avó: nem tudo é prego para se bater na cabeça! rs
    Sendo assim ser mulher nos tempos atuais é uma questão de equilíbrio e escolha. Podemos escolher em alguns momentos jogar fora algumas meias que já não servem mais ou que estão estragadas e sem consertos ou podemos escolher adquirir algumas meias 7/8 para tornar a vida mais colorida, alegre e leve.

  12. Gabriela Joá says

    Nossa Ju!
    Você escreve MUITO bem, adorei cada palavra do que você escreveu e concordo em gênero, número e grau!
    ” ter uma vida multifuncional, a fazer coisas que antes eram totalmente voltadas para o universo masculino”. Concordo!!!!!!!!!!!!hahaha..
    Mil Beijos
    Gabi

  13. Anonymous says

    O melhor de tudo é que continuam sendo mulheres. E ai do homem que não cuidar direito …

  14. Edmundo says

    E o melhor de tudo é que continuam sendo mulheres !!!

  15. Edmundo says

    E o melhor de tudo é que continuam sendo MULHERES !!!!

  16. Dona Oncinha says

    Meninas e meninos,

    Thanks por todos os comentários 🙂 Adorei saber que o texto agradou e que assim como eu, muitas mulheres caem sempre nas mesmas dúvidas…
    Obrigada de coração pelo comentário, seus LYNDOS!

    Beijos

  17. Quézinha says

    Nossa meu, amei! simplesmente o que realmente precisamos ser, bem MULHER! ^^
    beijos

Leave A Reply

Your email address will not be published.