Preenchendo o Vazio

5
“Tenho pena de quem me conhecer depois de você, assim, desacreditada. 
Dá vontade de falar: “Desculpa, é que já passou alguém por aqui e levou tudo”. 
Soulstripper
Tem amores que são assim, levam tudo, até o chão. 
Não são amores ruins. São amores que nos ensinam a preencher o vazio de uma forma melhor. Isso mesmo, é por causa de amor assim a gente se torna melhor. 
Imagem: reprodução
O vazio é o aprendizado que ficou. O espaço que não vai ser preenchido como antes. 
Agora você encaixa os móveis com cuidado, pensando melhor onde vai colocar tudo, e todos. Muda as prioridades, o foco, de amigos e até de casa, cidade ou país. Fugindo ou encarando a realidade, não vai ser fácil! 
Você pode chorar. Aliás, você vai chorar. Chore o quanto quiser, mas tem uma boa notícia, aos poucos o vazio ganha vida, as vezes até grama, um quadro novo e um amor, que por mais desacreditado que seja, te ajuda a pintar uma parede e coloca cor na sua vida. A gente nunca sabe quando o espaço vazio vai ser preenchido e da forma com que isso vai acontecer.
O outro pode ter levado tudo, mas o alicerce ficou intacto, é seu. O chão criamos de novo, é sempre bom escolher um lugar novo para pisar. As paredes serão construídas novamente, tijolo por tijolo… Devagar mesmo, que é para ficar mais firme e vão ter cores diferentes, e telhado novo também. Todo recomeço é bonito, imagina então uma casa nova para morar? Um sentimento novo pra sentir? Um novo amor para amar? Um sorriso novo no domingo de manhã? 
Com o vazio, encontramos valor nas pequenas coisas, arrumamos a bagunça com maestria, acreditamos no tempo, olhamos menos para o próprio umbigo e mais para as paredes brancas, que merecem cor, e quadros, e fotos. 
O vazio é indispensável. Mude de casa, mude de espaço, mude por mudar, pelo vazio, mas mude. Depois do vazio, tudo é mais bonito. Acredite

5 Comentários

  1. Mayara Ghedini Diz

    Amei o texto… sigo o blog mais de um ano, e tenho que assumir que muitos dos textos aqui publicados já fizeram todo o sentido no momento que estava vivendo… porém, este tocou fundo na minha alma. Tenho buscado diariamente o valor nas coisas mais simples, para me reconstruir e poder deixar outra pessoas me ajudar a pintar novamente as paredes… e quem sabe, descobrir realmente o significado do que é SER AMADA!

    Parabéns pelo texto e pelo blog.

    Adoro****

    1. Juliana Manzato Diz

      Oi Mayara,

      Que delícia ler esse comentário. Muito obrigada pelo carinho, viu? 🙂

      Beijos

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.