Procura-se uma moça para chamar de onça.

Uma apresentação breve: sou homem. Destes que sente. Ama. Chora. E não tenho medo de assumir. Preciso de alguém de fibra do meu lado. De garra. Elegância. Preciso de alguém para chamar de onça.

Eu sei. Admito. Alguns homens só sabem dar atenção às gatinhas. Parece que parece eles, isto basta. Mas acredite em mim. O homem que você quer ao seu lado, concorda comigo. Já escutei algumas vezes. Em diferentes ocasiões. Com diferentes palavras. Afinal, cada um tem a sua forma de dizer. Mas os desabafos possuem a mesma essência. A fibra das onças.

{ Imagem reprodução }
{ Imagem reprodução }

Porque nós, homens, realmente tentamos ser os durões. Independentes. Suficientes. Mas a verdade é que as vezes a vida aperta. Dá um nó. Faz a curva. E nos mostra que mesmo o mais forte dos homens precisa de um porto seguro. Repito algo que já disse uma vez: se as mulheres são de sexo frágil, preciso assumir que sou de sexo fraco. Porque não tenho a fibra e a elegância que elas têm. Principalmente quando estou sem elas.

Sem vocês. Nossas onças. São mães. Amigas. Avós. E, principalmente, amores. Por isso, não só as elogio. Mas também peço. Por mim e por todos estes outros homens. Não tenham medo de se mostrarem fortes. Porque, para o caminho da vida, é preciso mais que uma gatinha. Precisamos de alguém que lute. Que abrace. Que conforte. Porque sozinhos, nós perdemos. E nos perdemos. E é por isso que precisamos das onças.

Assinatura_MAT

O Matheus além de colaborador aqui do blog, é um Homem que sente. 😉

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo