Quando você chegou

Leia ouvindo: The xx – VCR

Era uma boa decisão: não se envolver com alguém tão cedo. A minha paciência já havia chegado no limite. Tudo era muito para o pouco que eu realmente desejava. O menos é mais, e essa também deveria ser a máxima para o amor. Ele poderia ser tudo, mas se não for realmente parceiro não valeria a pena, entende? Não acho que seja exigir demais.

Pode aparecer uma fila de caras legais, mas poucos ali vão saber o verdadeiro significado de parceria. E era para isso que eu estava zero paciência. Eu não tenho que ensinar alguém a ser parceiro, eu preciso ter um parceiro. Essa parceria em relacionamento tem que vir com a gente, sabe? Uma vontade mutua de estar na vida da pessoa e fazer com que ela esteja na sua. E se falta vontade, falta mais ainda paciência.

A gente respira, dá um tempo, foca no trabalho, nas vontades próprias e quando realmente fica em paz, vem a vida e diz: moça, vamos bagunçar tudo isso ai. De repente aparece na sua vida aquele cara que te tira a paz, o respiro, te faz perder o fôlego, mudar um pouco o foco e como no meio de uma tempestade todo aquele céu azul parece ter sumido para a eternidade.

8350

[ Imagem: reprodução ] 

E dai minha amiga, é nessas horas que você se sente viva. Você aprende a lidar com a tempestade, se torna uma pessoa melhor com o outro e percebe que o frio na barriga – aquele filho da mãe – é algo que realmente estava faltando na sua vida.

Com um belo tapa na sua cara, a vida mostra a que veio, e não estamos falando de paz. Somos o som da fúria. O nosso intimo procura por certa adrenalina.

Ela diz:

– Eu estava em paz quando você chegou.

Ele retruca:

– Eu queria trégua quando te encontrei.

E assim, fez-se o amor. As buscas nunca são aos mesmas, mas é no amor que elas se completam. Ansiosos buscam paz. Quem encontra a paz busca por doses de ansiedade. Os amores mais bonitos que vi na vida eram opostos.

Seguindo certa teoria, os opostos se atraem e os dispostos continuam juntos.

Talvez seja por isso que entender o amor parece impossível. Aquilo que mais nos atrai é geralmente, o oposto do que queremos. Uma prosa confusa cheia de poesia bonita.

Se a gente soubesse o quanto feliz seria, jamais controlaria a vida em seus míseros detalhes.

2015_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo