QUANTITATIVOS

Leia ouvindo: Telefon Tel Aviv – The birds

Até pouco tempo atrás não estava tão evidente que a nossa vida era medida pela quantidade – do que já tínhamos e também do que faltava. Se antes nossas vidas pareciam não caber em 24 horas, começamos a perceber que além de suficientes, podemos ser extremamente produtivos nesse período.

Entendam, o “antes” não é uma boa régua para usarmos hoje.

São inúmeras as postagens com o clássico: “não vejo a hora de voltar como era antes”. Respiro fundo. Talvez o chacoalhão do vírus não tenha sido suficiente para essas pessoas.

Não dá mais para voltar ao que éramos antes. Aquele “antes” é  equivocado demais. Quantitativo demais. O mundo não vai ser mais o mesmo, e se você quer saber a minha opinião, eu digo: ainda bem!

Temos a oportunidade de virar uma chave significativa em nós – e na humanidade, e milhões de pessoas ainda não perceberam isso.

Quero gritar no megafone: Acordem! Acendam a luz! Olhem para o lado de dentro! Assuma sua negligência até aqui.

Se antes precisávamos de muitos pares de sapatos estilosos para sair de casa, hoje, sabemos que pés no chão, pantufas e chinelos caem bem. Passamos para a próxima fase. A moda, tão aliada em incontáveis momentos, começa a ser revista.

Fotografia: Juliana Manzato

Faz sentido um armário entupido de roupa se não existe um novo lugar para ir? O mesmo vale para carros, joias, e tudo aquilo que se mostra superficial.

Não é a quantidade que vai definir quem nós somos, é a qualidade. A marca da sua bolsa no dia a dia vai ser em vão daqui para frente. O que vai importar será a qualidade de vida que vamos levar.

Qualidade tem a ver com humanidade. Qualidade de tempo, de atividades, de relações, de refeições, do trabalho entregue e principalmente, qualidade nas escolhas que faremos.

Não seremos mais os quantitativos de antes, tão pouco os mesmos negligentes. O mundo está pedindo mudanças drásticas e ninguém, NINGUÉM, vai sair ileso. Ainda bem.

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo