#QUASE30 | BEBA VINHO

Leia ouvindo: The Lummineers – Flowers in your hair 

Não foi só a mudança no paladar, foi um novo olhar para o mundo. Ajudou na seleção natural dos amigos. O vinho mudou também a minha vontade em compartilhar. Não a garrafa, mas ideias e vontades.

É necessário um movimento externo para a mudança interna acontecer. O vinho desperta.

Entre um gole e outro, lá se foi uma taça! Para acompanhar a leitura, assistir o por-do-sol da sacada de casa e até para dividir dores e delicias cotidianas com a amiga. Veio o entendimento: garrafa aberta é celebração.

Celebrar, um verbo que poderia facilmente resumir o próprio vinho, e até  mesmo a vida, mas dificilmente usamos para uma coisa ou outra. Aliás, não usamos.

No dia a dia somos muito mais pedintes do que gratos, e olha que eu nunca vi e ouvi tanto a palavra gratidão. Ser grato virou modinha. Ser good vibes também.

Deixamos a gratidão, tão genuína, cair na mesmice. Deixamos a celebração diária para depois. Para “quando alguma coisa boa acontecer”. Para depois fica também a abertura da garrafa de vinho.

Fotografia: Juliana Manzato

Por que?

Volto para o presente. O tempo presente, o agora. Se realmente entendermos que isso é tudo de mais valioso que temos, aproveitariamos mais. Deixaríamos a dor para depois, alias, deixaríamos tudo que não nos faz bem para depois.

Beberíamos bons vinhos mais vezes. Nos importaríamos com quem realmente faz valer a prioridade. Falaríamos mais vezes com os nossos pais. Ajudaríamos mais vezes desconhecidos. Celebraríamos mais os momentos e a presença das pessoas queridas na nossa vida.

Não é um incentivo para consumir bebida alcoólica . É um incentivo para viver a vida com mais prazer e menos restrição. É um incentivo para deixar o futuro de lado e abrir um bom vinho hoje.

É necessário viver com doses de intensidade. Desnecessário é buscar paz na insanidade de não celebrar o agora.

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo