#QUASE30 | FINAL DE SEMANA

Leia ouvindo: The Strokes – Someday

Qual é a sua programação no final de semana? Se perto dos 30 você ainda tiver o pique dos 18 anos, me conta seu segredo? Vamos começar pelo pique, depois falamos sobre as verdadeiras prioridades.

Trago a péssima notícia: o seu pique para encarar saídas, bebedeiras, ressacas, festas e uma vida social agitada vai diminuir. Primeiro pela preguiça de fazer o social em si, depois pelo metabolismo. De fato, chega a hora de fazer escolhas mais coerentes.

Entendido a questão metabolica e a preguiça social, trago outras notícias, suas prioridades mudarão absurdamente. Seu trabalho tomará uma boa parte do seu tempo e com tantas oportunidades dentro dele você  focará no que realmente importa. A linha da independência financeira começa a crescer e é natural pensar em todo o resto. Uma viagem, a entrada no apartamento, trocar de carro, pensar em juntar as escovas de dente e até mesmo ter um filho começa a ser uma possibilidade – mesmo que a longo prazo.

Para que tudo isso aconteça, você começa a rever a programação do final de semana. Longe de deixar de aproveitar o lado bom da vida, mas temos metas pessoais a serem cumpridas e isso não pode esperar, ou ser deixado de lado por uma programação qualquer. É uma seleção natural, sabe? Quanto mais nos aproximamos de realizar nossos sonhos, mais seletivos ficamos.

Fotografia: Gui Mira

E o que eu quero te dizer é que tudo bem fazer essas escolhas, tá?

Muita gente vai dizer que você está seletiva demais e não sai como antes, e se eu pudesse te dar um conselho seria justamente esse, se afaste dessas pessoas. Se o propósito de vida delas é viver de imediatismo, o seu não é. Você sabe exatamente o que quer e não existe nada que vá te tirar desse destino final.

Isso não significa que você não sabe viver, pelo contrário, você vive a fase que eu chamo de “Dar o ar da graça”. Você aparece o suficiente para ninguém te achar sumida demais.

Tenho para mim que as inúmeras ansiedades que vivemos vem desse imediatismo desenfreado, onde só o que importa é o aqui e agora. É como se não houvesse futuro ou planos, aliás, planos existem mais são de tão curto prazo.

Viver o presente é maravilhoso, mas já experimentou fazer planos maiores. Já somos tão pequenos na existência, precisamos ser pequenos também na rotina? Não, garanto que não.

É hora de escolher o que te tira da inércia, e abraçar o verdadeiro propósito de acordar cedo e viver de maneira mais planejada os dias.

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo