#QUASE30 – SEGURA DE SI

0

Leia ouvindo: Agridoce – 130 anos 

Já faz algum tempo que me vejo diferente em atitudes, falas e verdades próprias. Tenho para mim que passei por mais uma fase de amadurecimento e outra já ganha a vista. Sou mesmo a metamorfose de Raul. E quando os 30 se aproximam, a sensação de dormir lagarta e acordar borboleta fica mais evidente.

Se antes algo me tirava o sono, hoje não chega a fazer cócegas ou gerar incômodo.

Com tamanha sabedoria, a energia que nos move traz todo santo dia o aprendizado em diversas formas, situações, coisas ou pessoas. Tornar isso consciente traz para o dia a dia a dádiva de estar vivo e em constante evolução.

Mas o entendimento maior vem quando despertamos o que eu costumo chamar de “eu-poder”. No “eu-poder” vive a nossa verdade. É onde luz e sombra vivem em paz. Os extremos se encontram e brincam de equilíbrio na corda das emoções.

Acessar o “eu-poder” é entender que finalmente você é segura de si. E não existe nada nem ninguém no mundo que vai afetar esse refugio.

Ser o próprio Porto Seguro é a atualizar o amor próprio. Tipo atualização de app, sabe? Porto Seguro versão 2.0 do amor próprio.

Fotografia: Juliana Manzato

Pois bem, quando atualizamos o nosso amor próprio entendemos o nosso poder, na melhor versão, eu, eu mesmo e o meu poder. É nosso, ninguém tira, mas tentam incansavelmente desestabilizar esse poder. E está ai o pulo do gato!

O mundo vai querer acessar o seu poder e dizer que ele não é tão valioso assim. Geralmente essas tentativas de acesso começam através das suas sombras. Você se sente humilhado, angustiado, ansioso, triste e parece que qualquer chacoalhão pode desmoror o “pouco” que resta.

Eis que aparece sua luz, sua sabedoria e a chave para o seu maior tesouro, o “eu-poder”. Finalmente um lugar para poder se encontrar. O seu maior tesouro sempre vai estar seguro, você só precisa se lembrar onde guardou as chaves. E se perdê-las, recorra a São Longuinho. Você há de encontrar!

Todos os dias o mundo vai querer te tirar do sério. Todos os dias o mundo vai querer dobrar a aposta. Todos os dias o mundo vai querer te bater mais forte. O seu alicerce sempre vai estar com você, no seu Porto Seguro.

Ser segura de si não pode ser considerado uma qualidade como muitos gritam por ai. Na nossa segurança fica o nosso todo. Primeiro precisamos ter acesso para depois fazer a manutenção/atualização do drive.

Perto dos 30 o acesso passa a ser livre, até porque uma nova fase vem ai e o que mais precisamos para passar por ela é o manual de instrução.

Dá um alivio danado treinar luz, sombra e amor próprio na corda do equilíbrio. É a segurança querendo passar para a próxima fase.

Somos nós, muito mais conectadas com a nossa verdade.

Juliana Manzato

Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.