#QUASE30 | SOBRE BOTOX

Leia ouvindo: Youth Lagoon – Free Me 

É questão de pele, é também o passar do tempo. A dermatologista na última vez disse que não, eu já começo a pensar no talvez. A hora da dúvida vai chegar! Eis a questão: colocar ou não colocar botox?

Olho no espelho e já começo ver as marcas que o tempo vem esculpindo no meu rosto. Os anos estão passando de maneira feroz, pelo menos é essa a sensação que tenho cada vez que dou uma olhada com maior cuidado no espelho.

Fotografia: Paulo Manzato Jr.

Não quero levantar bandeiras, quero só me sentir bem. Tem gente que vai achar que sou nova demais para pensar nessas coisas, tem gente que vai apoiar e tem gente que vai gritar aos quatro cantos que vou ficar esticada. É dramático ser mulher nessas horas!

Aliás, nessas e outras. Se são falantes para o botox alheio, imagina para criticar o parto normal ou cesária? Mulheres, vocês me cansam! Vocês são muito chatas também!

Acho que está mais do que na hora de pegarmos mais leve uma com as outras, sabia? Acho que está na hora de criarmos mais empatia e reflexão antes de criticarmos decisões únicas da vida. Escolher um lado do muro não significa estar contra o outro, viu? É só uma decisão.

O botox é só mais uma das tantas decisões que eu vou ter que tomar nesses quase 30 (e até mesmo depois). Pode até parecer fútil mas esbarra numa alta confiança e simplesmente querer estar bem. Não vejo no botox a fonte da juventude, acho que está mais para alívio imediato no tempo que corre. Algo como “Você pode passar mais devagar, por favor?”.

Quero envelhecer na certeza de olhar no espelho e ver cada marca que o tempo fez em mim. Não acho que precisamos da aparência jovem para sermos realmente jovens. Conheço gente que confunde juventude com aparência e sinceramente? Não quero ser esse tipo de pessoa.

Com ou sem botox, ser, sempre foi a grande questão.

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo