#QUASE30 | VOCÊ NÃO PRECISA FICAR COM ALGUÉM QUE FODE MAL

Leia ouvindo: Glass Animals – Black Mambo

Vai muito além do sexo, eu sei, e concordo com você. O amor resiste ao tempo. O sexo até dá para adaptar por um período. Mas que fique claro, não há amor que resista a foda ruim, tá? É relativo, eu também sei. Se não teve encaixe por aqui, pode ter encaixe acolá. Sexo é lego, meus amigos. Não tente encontrar encaixe onde simplesmente não encaixa. Prático assim!

Pesos e medidas próprios, verdade seja dita, sem química e doses de admiração não há insistência que permita tal cegueira: é melhor deixar pra lá. Insistir em uma relação que começa morna é abraçar a margem de erro. Você vai se sentir incompleta na maioria das vezes. Sempre vai faltar algo mesmo você achando que tem tudo.

Ninguém está falando em personalidade, tá? Estamos falando em pele, química e dia a dia. O amor precisa do sexo, porra! E não acredite em quem diz o contrário. Se é para dividir o dia a dia que seja nas agonias e no prazer. Do contrário, admita que a relação não passa de amizade e foda zero. Você deve ter amigos com ótima personalidade e que você ama.

Fotografia: Marcus Steinmeyer

Ter alguém para dormir de conchinha é legal, mas já experimentou alguém que além da conchinha também goste da sacanagem sem qualquer pudor? Experimente. É libertador estar com alguém que te traga paz e que faça questão de te dar prazer. Para ambas as partes, viu?

Já vi gente sustentar relacionamento ruim justificando química. Já vi gente sustentar relacionamento ruim na falta dela, pelo puro medo de ficar sozinha. Mulher é assim, quando não se culpa arruma uma desculpa. Me pergunto, porque? É o medo de ficar sozinha? É o medo de assumir que o relacionamento ruim é resolvido na cama? Para ambos, a falta. Amor próprio!

Se com a tal da química é mais do que esperado que hora ou outra desmorone, imagina na falta dela? Se em um existe o mais puro desejo, no outro não há alicerce que sustente o amor e todo o resto. Você não precisa ficar com alguém que fode mal por medo de ficar sozinha. Você não precisa ficar com alguém que não te faz bem só por prazer. Ta vendo os extremos? Dá medo!

Não é só sexo, não é só amor, não é só comodidade, não é a falta de encaixe no outro, é a maneira como você aceita a relação que escolheu. O amor próprio também mora bem ali, no meio termo, que nesse caso é mais do que necessário, equilíbrio. Talvez seja hora de avaliar não só o seu relacionamento, mas o seu desejo.

Não é só sexo, é a maneira de sustentar o amor. É analisar o quanto você consegue escolher entre caminhar sozinha ou apelar para muletas emocionais.

É nessa hora, e só nessa, que sexo mesmo, é mero detalhe.

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo