Que te ame de todo o coração

Leia ouvindo: TIAGO IORC – De Todas as Coisas

Fui passar uns dias na casa dos meus pais, precisava de um pouco de colo, me encontrar comigo mesma, relembrar de onde eu vim, minhas raízes e por que não sonhos? Gosto de fazer isso para não me perder nesse louco mundo.

Quando decidi mudar de cidade e morar sozinha tive que deixar muita coisa para trás. De velhas lembranças à diários, da comida na mesa à roupas limpas. Minhas melhores memórias eram trazidas à tona a cada caixa que eu abri aquele dia. A memória fica encaixotada as vezes.

Tinha convite de formatura, carta da melhor amiga, fotos, lembrança de pessoas que nem se quer fazem mais parte da minha vida. Tinha também um envelope fechado com os dizeres: Abra quando achar necessário.

b1b94710431e4d1a4e9019445539002a

[ Imagem: reprodução ] 

A letra era minha, mas não fazia ideia do conteúdo. Uma folha de caderno escrita à mão. 17/12/2005.

“Ei, como estão as coisas por ai? Espero que bem.

É véspera da sua formatura. Finalmente você vai se livrar daquela escola chata, dos colegas que pegam no seu pé, dos professores que não gostam de você. Ninguém faz ideia de tudo que você passou, nem vai fazer. Estou orgulhosa de nós. Seguramos a onda e seguimos em frente. Como você está? Quantos anos já se passaram?

Quando você decidiu escrever essa carta para você mesma e esconder entre suas coisas era para justamente fazer esse efeito de surpresa ou até te fazer cair em lágrimas – espero que continue a manteiga derretida que sempre foi. Me diga, como anda sua vida? Encontrou um amor? Já se casou? Pensa em ter filhos? E o trabalho? Seus novos amigos? O seu cabelo está de que cor? Qual é a roupa da moda? Me conte as novidades, não sei quanto tempo se passou.

Algumas coisas mudam, outras são eternas. Essa carta é para te lembrar daquelas que devem ficar sempre na sua memória e no seu coração.

  1. Não desista de você. Esteja sempre de cabeça erguida e a postura impecável; Lembre-se… da mamãe.
  2. Tenha sonhos. Quando você saiu da sua zona de conforto tinha um punhado deles, não deixe eles fugirem com os seus segundos de vida; Lembre-se… da sua mala recheada de roupas e ideias.
  3. Realize suas vontades assim que possível; Lembre-se… será que vale mesmo passar vontade? Você nunca negou doce na dieta. 
  4. Encontre e fique com alguém que te ame de todo o coração. Não pode ser meio amor, você precisa de um inteiro; Lembre-se… quando encontrar, não perca. Você é meio distraída.
  5. Seja independente, para sempre. Continue sendo dona de seus pensamentos, ações, conta bancária e erros; Lembre-se… é sempre melhor ter a vida nas próprias mãos.
  6. Não se importe. Você já passou tempo demais pensando no que os outros vão pensar. Vá atrás daquilo que te move e seja feliz; Lembre-se… Dane-se os outros. 

Eu queria te dar um abraço e te dizer algumas coisas. Passado, presente e futuro apesar de se misturarem são coisas distintas. Acho que eu vou me orgulhar em saber a mulher que se tornou. Acho também que terá muitas novidades para me contar. 

Espero uma carta com as novidades e com certeza um bocado de novas coisas que devem ficar na memória e no coração. Assim que ler, me responda e esconda em algum lugar que você não vá se lembrar. O futuro provavelmente vai te agradecer.

Beijos”

Foi então que eu chorei. Chorei como há tempos não chorava, um choro libertador, de corpo, alma e coração. A antiga eu não se perdeu da atual. E vou dizer, é um alívio saber que por mais tortos que sejam os caminhos, eu não me perdi daquilo que eu acredito.  Num mundo tão louco e cheio de achismos dos outros com a gente, é uma dádiva se achar.

Podem passar anos, pessoas, algumas coisas não mudam. Dizem tanto pra gente mudar, para se transformar em algo, mas se esquecem que existem algumas coisas são só nossas. Elas felizmente não mudam. Fazem parte do nosso ser, do nosso coração.

Te garanto, é bonito levar essas coisas só nossas para o resto da vida. Isso, ninguém tem o direito de tirar.

2015_Ju

Juliana Manzato
Últimos posts por Juliana Manzato (exibir todos)

Juliana Manzato

Apaixonada por amor, cachorros, textos e coisas inspiradoras. Adora fotografia, mar, sol, doce de padaria, verão e olhar o céu azul. Esportista. Feminista. 80 porcentista. Irônica eu? Imagina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo