Se acaso me quiseres

Leia ouvindo: Sweet Nothing – Calvin Harris feat. Florence Welch

Se acaso me quiseres sou dessas mulheres que não tem tempo a perder. Dispenso jogos de sentimento e brincadeiras sem futuro: comigo é cartas na mesa e palavras pra fora da boca.

É claro que ainda mantenho um mistério e conservo meus truques de sedução, não se trata de apressar passos e pular etapas. Só não to mais a fim de mascarar o meu querer atrás de estratégias furadas e táticas pobres.

É que passei daquela fase de fazer charminho, com meia dúzia de risadinhas profanas, ao passo que finjo dureza pra fazer você voltar. Gosto de bradar que te quero de volta, mas sei que só retorna quem tem coragem de me encarar. Encarar minha honestidade no viver, meu excesso de vontade e minha falta de pudor.

[ Imagem: reprodução ]


Sinto pena de quem tem medo de intensidade. Gente que se esquiva de ganhar elogio, merecer preocupação e receber amor. De que vale viver a vida se não houver um mínimo de risco e frio na barriga? Abençoados sejam os que se atiram ao querer alheio, sem medo de abrir os olhos e descobrir, no dia seguinte, que ainda estão ali.

Lamento que boa parte das mentes vivas ainda atribua aos homens a tarefa de decidir o rumo dos relacionamentos. Lamento mais ainda que, infelizmente, isso se reflita sobre mulheres de atitude que são constantemente broxadas por destinos medíocres de histórias que não desenrolam.

Ficar sozinho cansa? Cansa, sim. Mas se sentir vazio acompanhado cansa mais ainda. Se é pra ser um querer no vácuo, eu prefiro ser plena em minha própria companhia. Então, se acaso me quiseres, sou dessas mulheres que dizem sim para coisas à toa, como noitadas boas, cinema e botequim, mas dizem não para coisas bobas, como palavras ocas, medos infundados e pouco querer a mim.

2015_Bia

Bianca Carvalho
Últimos posts por Bianca Carvalho (exibir todos)

Bianca Carvalho

Uma carioca branquela, bagunceira e desbocada. Uma mulher questionadora, inquieta e expansiva. Uma amante do mundo, dos cachorros e de pessoas apaixonadas pela vida.

Um comentário em “Se acaso me quiseres

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo