Sem metade, mais que o dobro

Leia ouvindo: Latch – Disclosure Feat Sam Smith

Não gosto de pensar que existe uma metade para mim por aí. Pedir em oração para Deus colocar só uma parte do todo na minha vida me parece pobre, mendicância. Fui criada para querer o inteiro.

Talvez nosso maior erro no amar seja achar que temos uma metade. Estar constantemente procurando alguém que nos complete quando, na verdade, devemos ser completos por nós mesmos e buscarmos fora da gente alguém que agregue.

O verbo tem que ser somar. Nem subtrair, nem dividir. Mas depois da soma, pode vir a multiplicação. Ao invés de ser metade, devemos ser o dobro. Triplo. A pessoa que chega deve saber que já sou muito feliz, imensamente abençoada e repleta de amigos. Ela deve saber também que tudo que trouxer pra mim será bônus, e que não há chance de eu eliminar o que já me pertence a fim de surtir algum tipo de equilíbrio. Eliminar, nesse caso, só representa desequilíbrio.

8160

[ Imagem: reprodução ] 

Dos conceitos mais batidos para o amor, acho que escolho a expressão “alma gêmea”. Não é que ele deva ser igual a mim. Adoto a ideia de que seremos sempre dois da mesma sorte de gente maravilhosa, mas nunca um excesso. Seremos, justamente, o dobro.

Dois corpos que se atraem, duas bocas que se beijam, duas alegrias que explodem, dois amores que crescem. Quatro mãos que se seguram, quatro pernas que se entrelaçam, quatro olhos que se encontram e se emocionam. Mais de mil borboletas no estômago, mais de mil lágrimas de emoção, mais de mil ligações na madrugada e pensamentos sobre ele. Tudo dobrado, multiplicado.

Mais que o inteiro: decidi que quero o que transborda.

Assinatura_Bia

Bianca Carvalho
Últimos posts por Bianca Carvalho (exibir todos)

Bianca Carvalho

Uma carioca branquela, bagunceira e desbocada. Uma mulher questionadora, inquieta e expansiva. Uma amante do mundo, dos cachorros e de pessoas apaixonadas pela vida.

2 comentários em “Sem metade, mais que o dobro

  1. Não canso de me extasiar com seus textos. Aliás, mais que textos, é você quem leio, vejo e sinto. Orgulho em dobro, triplo…mais.
    Te amo.
    Beijos quádruplos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo