Sorte ou Sorte?

Sorte? Uma viagem para a praia.
Azar? Alguns dias de chuva. (Mas depende do ponto de vista)
Sorte? Ter te encontrado em uma noite especial, abençoada pela chuva, pelo mar e por alguns – vários – fogos no céu.
Azar? Ele não apareceu nesse dia e nem em outros. (Beijão)
Quer mais sorte? Sua mão na minha cintura, uma parede e um pouco de paz, de mar. Um quê de saudade, que me dá certeza de seguir em frente e como recompensa, olhar você do lado da minha cama todos os domingos.

Existe sorte mais uma vez? Não. Foi um presente do destino mesmo. E por sorte, esse presente veio com um laço… daqueles bem bonitos que não viram nó, não sufocam, não apertam e só embelezam o presente. Aliás, o presente é melhor ainda.

(Ei destino, fizemos as pazes! Obrigada)

(A)mar o mar, para amar e navegar.

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo