Sou tua até quando tudo é teu.

Sou essa carência por cobertor e por festa.
Sou o domingo de sol de pernas pro ar. Sou essa cena de filme romântica clichê que você viu outro dia. Sou aquela música tocante e arrepiante do seu cantor preferido. Sou teu travesseiro em horas de descanso, e tua insanidade em ataques de loucura.
Sou esse teu perfume bom antes de sair para o trabalho. Sou teu carro em movimento enquanto te espero chegar na porta do meu prédio.
Sou teu cansaço ao fim da semana. Sou tua alegria no sorriso por motivos bobos.
Sou essa imensa vontade de ser feliz o tempo todo. Sou essa sensação de liberdade aos sábados de cerveja com os amigos. Sou essa parte de você em que insiste em nós até quando quero fugir. Sou esse péssimo hábito de deixar a tolha molhada em cima da cama. Sou tua gratidão pela vida. Sou teu grito contra o juiz em finais de campeonato.

2040
{ Imagem reprodução }

Sou essa mania de comer besteiras depois da meia noite. Sou esse apego por aventura.
Sou esse amor que você guarda no peito. Sou teu calor em noites frias. Sou esse teu andar torto. Sou aquela blusa azul que te deixa mais lindo.
Sou tuas manias. Seu sono profundo. Sua monotonia.
Sou irreverente, às vezes inconsequente e um monte de loucura. Sou um turbilhão de sentimentos e sensações. Sou tudo que quero, quando quero.
Sou essa pessoa que você está vendo passar pela sua vida. Sou esse alguém que você deveria segurar pelo braço, dar um abraço, e dizer “fique, fique porque eu sei que você já é parte de tudo em mim.”
Sou essa vontade de ficar, mesmo sabendo que já passei do ponto em que você estava.
Sou essa dor da partida e teu arrependimento por não ter me feito permanecer.
Sou essa lembrança que estará sempre com você, eu sei, enquanto eu serei o “sou” de outro alguém.

Perfil - Dani

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo