SUFICIENTE

0

Leia ouvindo: Fleetwood Mac – The chain

~ suficiente mesmo quando todos dizem que não, inclusive você /

Fotografia: Juliana Manzato 

.

suficiente quando está cansada, exausta, dormindo mal para dar conta de tudo, mas achando que não dá conta de nada
suficiente quando abre mão de fins de semana para trabalhar, estudar, ou ficar sozinha em casa, mas o mundo cobra para sair, fotografar e postar
suficiente quando não tem tempo de fazer a unha, retocar a raiz do cabelo, depilar, passar o anti idade à noite e maquiar toda manhã
suficiente quando a casa não está arrumada, a pia está cheia, a roupa suja, as plantas secas e a geladeira vazia
.
suficiente sem a aprovação da família, dos amigos, do marido, ou quem quer que seja
suficiente sem emprego formal, sem 13o, plano de saúde, ou “confra da firma”
suficiente sem apartamento próprio depois dos 30 (dos 40, 50…), sem carro do ano, bolsa Chanel, ano novo na Bahia
suficiente sem família margarina, sem Mozão, boymagia, homão da poha, sem crush, contatinho, aplicativo ou até PA’s
.
suficiente sem filho, sem cachorro, aliança no dedo e essas tantas bodas de tom pastel: doce de leite, algodão… (gente, sério!)
suficiente sem a menor ideia do que vai ser a vida amanhã, sem resposta para quem pergunta sobre o futuro daqui 10 anos, sem reserva para emergências
suficiente com passagem só de ida, sem roteiro organizado, sem quarto de hotel luxuoso ou foto na piscina de fundo infinito

suficiente com roupa larga, sapato baixo, cabelo preso no coque, óculos de grau e jaqueta amarrada na cintura
.
suficiente apesar de todos os seus defeitos, toda sua vulnerabilidade, sua imperfeição e anseios
suficiente apesar do coração que já foi quebrado, despedaçado e fragilizado
suficiente apesar do corpo que não modelaria, da ruguinha que já aparece no rosto e do nariz que precisa de ângulo certo para encaixar bem no beijo
suficiente apesar de não se moldar em tantas caixas, mas caber perfeitamente em sua própria natureza
.
toda mulher por si só já é suficiente, mesmo quando todos dizem que não, inclusive ela mesma
eu hoje sei muito de mim, das minhas dores e dos meus valores. vento pode me levar porque eu canto alto: “só eu já me basto”

.
bem vindo, o sol está em Capricórnio – é tempo de mostrar a que viemos 🚀.

Carol Faria

Últimos posts por Carol Faria (exibir todos)

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.