#TextoAlheio | Post-it da Alma

Leia ouvindo: Azure Ray – Sleep
Texto Alheio: Giulliana Carrazzone (@giucarrazzone lá no Insta)
Os tradicionais amarelinhos tomaram conta do cotidiano moderno.
Servem para nos lembrar de algo e sua funcionalidade se mantem respeitada.
Hoje ouvi “post it da alma”. Escrever nele algo que foge ao nosso controle prático, permeia as particularidades da alma e nos rende. Nos deixa de mãos e pé atados. Aqueles assuntos que nos breca, nos choca. Não por medo ou receio, mas pelo completo desconhecido. Ou pela nossa visão tão real do nosso tamanho diante das coisas da vida. Da impermanência dela. Assuntos que até o presidente do Clube dos Destemidos pára pensar.
{ Imagem reprodução }
{ Imagem reprodução }

São nestes instantes que o sagrado nos visita. Ou melhor, nessa hora que a gente se dá conta do tanto de nada que somos. No programa Saia Justa, do GNT, comentavam onde é que botamos o sagrado em nossos dias corridos, ambiciosos e práticos?
E é aí que você une o hoje ao eterno. O poder do agora com o poder divino. Com o post it da alma. Nesse instante, puxa um bloquinho de post it, o tradicional amarelinho, e bota nele o que não tá dando para ticar sozinho. Ou seja, na ordem prática do seu dia, cole-o no Universo.
Entrega, confia e espera. A mágica divina te surpreenderá.
Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

Um comentário em “#TextoAlheio | Post-it da Alma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo