#TextoAlheio | Quero ser aquela

Texto alheio por Jéssica Franzoni

Leia ouvindo: Alicia Keys – Doesn’t Mean Anything

Queria ser o motivo das suas ligações, o sorriso de manhã ao acordar, queria ser eu a dar o abraço de despedida, o beijo e a lágrima da chegada. Queria ser eu a te exibir a todos, ser o motivo dos seus suspiros, ser a saudade mais doída, queria ser eu o amor da sua vida.

Queria ser aquela a levar café da manhã na cama no dia do seu aniversário, queria ser o ombro acolhedor, o abraço que acalma e o sorriso que alegra. Queria ser a letra do pingente no seu pescoço, a música que toca no rádio. O cheiro no travesseiro. Queria ser a mão no seu rosto, à noite mais bem dormida, queria ser o corpo que encosta no teu, a boca que molha a sua.

De tudo mais lindo no mundo, queria ter o seu coração. Assim como você tem o meu. Posso pedir pra não ir muito longe? Talvez ele não ache o caminho de volta.

{ Imagem reprodução }
{ Imagem reprodução }

Queria te molhar com as minhas lágrimas, queria ser a primeira à saber das suas conquistas, queria ser o corpo grudado no banho de banheira. Queria ser a declaração de madrugada, o sorriso no meio do dia, por nada. Queria ser o almoço diário, o final de semana na praia. Queria a maciez da tua pele, a voz na secretária eletrônica, a mensagem esperada todas as noites. Queria ser a plateia do teu jogo.

Entre todas essas coisas eu só não queria ter sido saudade. Que hoje é o abismo que existe entre a gente. Talvez não seja hoje, seja daqui a 50 anos ou não seja nunca. Mas um dia foi, e será que esse ‘foi’ vai ser o suficiente? Que vamos lembrar e a lágrima no olho rolar?

Podia ter sido tudo, só não podia ser vontade de que deveria ter sido muito mais.

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

3 comentários em “#TextoAlheio | Quero ser aquela

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo