Uma mulher de sorte

por Juliana Manzato

Por vezes, li textos falando sobre um homem de sorte. Aquele que encontra uma mulher bacana e vai viver o “Felizes para sempre”. Mas vem cá, e a mulher de sorte? Estaria ela em extinção? Acho que não.

Acho terrível o pré-julgamento sobre os homens: “eles não querem compromisso”, “eles não valem nada”, “Homens são todos uns babacas”. A “safra” não está das melhores, o mar não está para peixe… sei da dificuldade das mulheres em achar alguém legal, mas… e aquelas que acharam? Será que não merecem o nosso mérito?

Aliás, você se considera uma mulher de sorte? O que é sorte para você? Respondendo por mim, me considero uma mulher de sorte e devo isso aos caras que passaram na minha vida. Sem ter vivido tudo aquilo, não teria chego onde estou.

A minha estrada assim como a sua, não deve ter sido fácil. Queria um príncipe encantado e me deparei com um cara normal. Acreditei que era para sempre mas descobri o “felizes até quando der”. Passei noites em claro chorando no travesseiro. Aliás, nem só no travesseiro, na rua, no banheiro da faculdade, no chuveiro, no colo da minha mãe, no telefone com uma amiga…

Descobri a dor da decepção, do ciúme, da raiva, da comparação e da troca. Chorei de novo. Não recebi ligação no dia seguinte, já acordei sozinha. Já ouvi que o problema não era eu. E também ouvi um sonoro: não estou afim de nada sério.

O galinha, o enrolador, o cara legal, o cara “carinhoso demais”, o ogro e até  o cara que eu julgava ser o certo, aprendi, e ainda aprendo com os homens. Enfim, sofri o que você ai lendo, deve ter sofrido e se ainda não sofreu, vai sofrer.

Se me perguntarem: mas valeu a pena? Vou responder de boca cheia: e como valeu. Cada um desses caras me ensinou a viver, a ver o quanto as lágrimas valem a pena, o sofrimento te faz crescer e que se me permite Tati Bernardi.. “Tem coisas que Deus dá para a gente aprender. E tem coisas que Deus só dá quando a gente aprende.”

Já agradeceu aquele “babaca” por ter te ensinado a não cair mais no golpe do “ligar no dia seguinte”? Já agradeceu aquele cara que ligou no dia seguinte e que te fez ter uma pontinha de esperança? Já agradeceu aquele seu ex namorado que aguentou aquela sua crise de ciumes idiota? E seu namorado, já olhou pra ele e se orgulhou por ter trilhado todo o caminho e ter chego até ele?

Tudo faz parte da sua história, do seu caminho e posso te dizer? Você também é uma mulher de sorte, garanto.

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

Um comentário em “Uma mulher de sorte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo