Visceral.

E no fim, começo a acreditar que eu sempre preferi os momentos que sangram e os sentimentos que ardem. Pouco vale uma vida equilibrada, se todos os ângulos somente fazem sentido quando nos tornamos vermes ou deuses de nossas próprias circunstâncias.

A vida não tem grid, regra. O último gole nunca vai ser o que te deixará bêbado, pelo contrário. Cada passo em direção ao abismo é um flash de consciência que se acenderá.

Quero o escárnio, a dor, o tédio. Eloquência, incoerência.

Quero a vida, e tudo de bom ou ruim que ela possa me proporcionar.

Em doses violentas. VIDA.

Últimos posts por admin (exibir todos)

admin

4 comentários em “Visceral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar ao topo