Viver, sentir, saber lidar. Continuar.

0

por Dani Santos

Sei lá… ando preocupada. Preocupada com o andar dessa carruagem, pois não quero que uma pedra no caminho quebre a roda, impedindo assim de continuar, ou que a faça desviar seu caminho, meu caminho. São tantos sentimentos, tantas sensações.

De que servem tantos? Há sempre o que se sobressai, que é o mais belo, mais puro de todos os sentimentos, na minha concepção. O amor chega sem aviso prévio, muitas vezes sem motivos concretos, quando nos damos conta ele já se instalou dentro de nós, já tomou conta do corpo todo, causando aquele nó na barriga, as mãos suando, a voz que sai com pausas, gaguejando, uma vontade imensurável de falar o tempo todo com fulano. Sim, não é doença mas possui sintomas. Muitos dizem que não podemos de forma alguma escolher de quem gostar, a quem amar. Então o que fazer quando seu coração escolhe alguém que já deu seu coração a outro alguém? O que fazer quando sua maior vontade é estar junto e a vontade dessa pessoa é estar junto de outra? Gente, quanta complexidade. Poderia ser mais fácil, mas não é. Acredite.

Ando preocupada. Preocupada com o coração dos que não são correspondidos, daqueles que amam em silêncio, ou daqueles que gritam o amor ao mundo, ambos sofrem. Sofrimento esse que as vezes faz crescer, as vezes faz ficar pequenininho, e na maioria das vezes detona com o interior lhe causando dores constantes, traumas, medos. E isso dispensa quaisquer medicamento. Admiro quem, mesmo com motivos para descrer no amor, continua a querer encontrar alguém que possa lhe corresponder, porque como já dizem por aí ‘a vida não é um mar de rosas’.

Imagem: reprodução

Ando preocupada. Preocupada com quem não sabe olhar e ver as pessoas de fato, dê uma boa olhada em quem está ao seu lado, olhe duas, três, quatro vezes e enxergue de verdade. Esteja certo de que apesar de toda dor, de toda desilusão a vida continua e que não se pode parar e olha-la simplesmente passar, isso não é viver, isso é padecer. imagem: reprodução Ao longo da vida teremos motivos para ser alegres ou tristes, companhia ou solidão, a escolha é sempre sua, minha.

Se encontre, seja você mesmo, e nunca deixe de amar mesmo que as circunstâncias não o favoreçam, mesmo que seu medo de sofrer novamente seja imenso, o tempo vai te ajudar, ele costuma nos fazer lembrar e/ou esquecer. E olha… amar é só pra quem sabe ser forte, só é digno de sentir isso quem sabe sentir, quem entende seu significado mesmo não havendo palavras para descreve-lo.

Ando preocupada. Preocupada com os fracos, pois esses não sentirão a grandeza do sentimento amor sem antes aprender a ser forte. Ando querendo me despreocupar.

 Por fim, eu espero que nossos caminhos sejam feitos por nossas escolhas conscientes, escolhas feitas pela razão junto ao coração, juntos. Que nossas carruagens não parem no meio do caminho, mesmo que encontre obstáculos.
O amor é benéfico, mesmo com todos os efeitos colaterais.
 Acredite.

Últimos posts por admin (exibir todos)

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.